OPINIÃO : FIFA: GOL CONTRA DA FEDERAÇÃO EXPÕE MAZELAS DO FUTEBOL ASSOCIATION...

Por : Germano Machado

Foi uma vergonha internacional e nacional; foi uma vergonha para cada brasileiro ou cidadão de qualquer país ao verificar pelos jornais elementos da FIFA como ladrões, o que ofende todos aqueles jovens ou velhos que apreciam o futebol que é uma diversão das multidões e que ocupa todas as rádios, televisões e meios de comunicação aos domingos, pelas vitórias ou derrotas dos seus aficcionados. Destaque-se que os diretores ou dirigentes da FIFA ganham bem e sua ação é vergonhosa. Entretanto, perguntemos com a maior simplicidade : " Como resolver o problema desses da FIFA ladrões? "

 

 Não estamos usando o termo ladrão por vontade própria, uma vez que, saiu a expressão dolorosa e vergonhosa em todos os meios de divulgação do mundo. A renúncia Joseph Blatter é apenas uma saída para que não seja mais um ladrão preso. Todos os verdadeiros jogadores de todos os times do mundo, apesar de saberem de certo modo dessas ocorrências antecipadamente, sentem-se humilhados e admirados de tanta roubalheira. Gostariamos, nós brasileiros de saber o que é que Neymar pensa do assunto. Quanto a Ronaldo o melhor é uma reticências : houve jogo em que, de certo modo o doparam para não dar a vitória ao Brasil.

Teve de calar-se e até hoje não pode falar. Que país é esse ? o país do futebol e o próprio futebol internacional na lama, não na lama de um campo, mas na lama do seu próprio espírito interior, ou seja sua própria personalidade íntima, o que é vergonhoso demais. Não há mais o que dizer...

Germano Machado - Jornalista, Escritor, Fundador/ Presidente do Círculo de Estudo Pensamento e Ação - Movimento Educativo Cultural com 64 anos de existência.

Julio Vaccarezza - Diretor Executivo do CEPA e estudante de Direito e apreciador de futebol.

Elder Carlos dos Santos - Estudante de Psicologia e apreciador do futebol.

Contato : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.