MANIFESTAÇÃO : “MINERADORA EXTRAIRÁ AREIA DE PRAIA CAPIXABA !”

Por: Pettersen Filho

Segundo a Associação de Amigos da Praia de Camburi, Vitoria/ES: “Está tramitando no IEMA (Instituto Estadual do Meio Ambiente) um processo de licenciamento ambiental para implantação de uma Mineradora que extrairá a areia da Praia de Camburi para comercializar e sabemos que este tipo de empreendimento gera impacto ambiental, como: Alteração da Hidrodinâmica, Erosão, destruição da Flora e Fauna, etc. sem contar com a quantidade de sedimentos que será gerado em nossa cara e que teremos que conviver diariamente. Sendo assim convidamos a participar em prol da Praia de Camburi da manifestação pacífica.” , convida.

 

Objetivando deter tal Projeto, a Associação de Amigos da Praia de Camburi realizará Manifestação Pública contra o intento empresarial, dia 06 de Maio, Domingo, a partir das 11:00 hs, na própria Praia, na Avenida Dante Micheline, cruzamento com a Rua Aristobolo Barbosa Leão, sob o lema: “O Perigo está rondando a Praia de Camburi”.

Realmente, já profundamente abalada pela Instalação, anos atrás, do Porto de Tubarão e da Companhia Siderurgica de Tubarão, mais a Planta de Pelotização de Minério da Compahia Vale do Rio Doce, com todos os seus reflexos na Cidade de Vitória, de forma mais grave na Orla da Praia de Camburi, onde, ultimamente, inclusive, começou a aparecer um “Pó Preto”, chamado pelos seus freqüentadores, pura e simplesmente de Rejeito de “Minério”, mas, o que a Empresa Vale alega ser, pasmem, “Areia Monazitica”, alguma coisa, evidentemente, há que ser feita para barrar a contínua agressão que sofre aquela, outrora, Balneária Praia.

Então, gravem em suas agendas: Dia 06/05, as 11:00 hs, todos lá.

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO.