OZIEL MELGAÇO : “ DIREITOS HUMANOS TEM NOME EM COLATINA...”

Por : Pettersen Filho

Fruto de um Processo Social , que vem da Conscientização , progressiva e permanente, do Cidadão que “Direito Humano” é coisa séria, e não “Obra de Ficção”, que somente diz respeito aos outros, que a Truculência do Criminoso Comum , ou a eventual Arrogância do Poder do Estado, jamais nos atingirão, a Cidade de Colatina , no Crescente Norte do Estado do Espírito Santo, situada bem a Margem do Vale do Rio Doce , em meio ao seu caminho para o Mar, pode, muito bem, nos dar conta disso...

 

É que tendo a frente dos trabalhos, quanto ao tema: “Direitos Humanos” o Defensor Oziel Ribeiro Melgaço, “Cidadão Comum”, agindo por conta própria, que, em principio nada teria a ver com o caso, mas, abnegado que é, numa trilha que já dura, pelo menos, quatro anos atrás, desde que se reuniram, na Cidade, um Grupo de Pessoas , na Escola "CLERES MARTINS MOREIRA", no Bairro São Vicente, naquele Município , finalmente, toma forma o CENTRO DE DEFESA DE DIREITOS HUMANOS DE COLATINA REGIONAL NOROESTE, que atuará intransigentemente, naquela região, no implacável míster de defender tais princípios.

Assim sendo, após varias ocorrências no Município, no que tange as demandas sociais ,ambientais, econômico e culturais, o relevante Grupo de Pessoas, todas da Sociedade Civil , em Reunião ultima, que compreendeu denotar a  importância em concretizar a fundação do CDDH COLATINA, para lutar no enfrentamento das demandas  locais, ficou estabelecido que, em parceria com outros Movimentos SociaisInstituições diversas, as quais vêm se empenhando na busca de uma Justiça Social mais equânime,  ficou acordado no Grupo que seria criada uma Comissão de Seis Pessoas, das quais participa o próprio Oziel, como de fato, para uma reavaliação do Estatuto da Entidade, então existente, e, estabeleceu-se que n o  dia quatorze, próximo,  do atual  mês de julho, será realizada outra Reunião no mesmo local, para Fundação e Aprovação do Novo Estatuto, mais adequado a atual realidade dos Direitos Humanos no Estado, como um todo, bem como data em que  já está designada para a Eleição e Posse da Coordenação,  do Conselho Fiscal, e da própria Entidade não governamental.

É isso ai, Oziel : “Direito Humano” é assim que se faz: Com Luta e muita Determinação...

A ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Indivíduo e da Cidadania apóia tais iniciativas. Parabéns Colatina.

Afinal, já dizia o Poeta: “Na Primeira Manhã, o Menor deles invade nossa Casa, pisa no gramado (...), arranca uma flor do jardim (...), bate na nossa cara (...), e não dissemos nada...”

Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadã”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC.