DILMA QUEBRA TRADIÇÃO DE ASILO

Por : Laerte Braga

A diferença entre Dilma Roussef e FHC é apenas a saia. Pensam igual, agem igual embora as características pessoais sejam diferentes. Refiro-me a política. Um País que tem no Ministério do Exterior um funcionário norte-americano, Anthony Patriot, não pode ser levado a sério. A negativa de asilo ao norte-americano Edward Snowden, fere as tradições brasileiras de receber perseguidos políticos e especificamente quando contrariam os interesses dos norte-americanos. George Bidault e Marcelo Caetano e Alfredo Stroessner, de extrema-direita, foram recebidos com loas e protegidos enquanto viveram.

 

O italiano Cesare Battisti continua a enfrentar problemas com a Justiça, submissa ao governo da Itália.

O avião do presidente da Bolívia, Evo Morales, em flagrante desrespeito a normas internacionais, foi sequestrado pelo governo da Áustria, revistado e permaneceu 10 horas no aeroporto de Viena sob a suspeita que a bordo estivesse Snowden. A Espanha impôs como condição para que o avião pousasse em território espanhol  que houvesse autorização para revista interna.

São países integrantes da União Européia e colônias norte-americanas.Não importa que estejam falidos.

O crime de Snowden foi ter revelado aos norte-americanos que o governo do presidente George Obama Bush estava espionando cidadãos do seu próprio país através de telefones e invasão de caixas de e–email.

O fato levou Bush Obama a explicar-se em entrevista nacional, provocou repercussão e reação no que chamam de “terra da liberdade”. Desde que o terma terrorismo de Estado não seja revelado, não venha a público.

No caso da recusa brasileira é bem a cara de Dilma Roussef e seu partido. O jornalista Paulo Francis, independente de sua posição, costumava dizer que “a esquerda não resiste a oferta de um cargo público”. Continua não resistindo, embora lute nas ruas por mudanças, inclusive no Tribunal de Contas ou numa e noutra universidade pública.

É farsa.

O site WIKILEAKS revelou que o presidente boliviano ficou praticamente sequestrado na Áustria.

A União Européia hoje é sem exceção, a mais importante colônia norte-americana em todo o mundo e abriga as principais bases militares de ataque ao Oriente Médio e ao Afeganistão, todas com ogivas nucleares.

A dificuldade em conseguir asilo para Snowden não está num e noutro país, mas no.  transporte. Ele está há dias vivendo no aeroporto. de Moscou. Venezuela, Bolívia e Equador podem conceder asilo ao ex-consultor da CIA – AGÊNCIA CENTRAL DE INTELIGÊNCIA –, um dos principais braços da organização ISRAEL-EUA TERRORISMO S-A, especialista em sequestros, assassinatos, extorsão, etc.

Ao contrário do que disseram os governos das colônias França, Espanha e Itália, o avião de Morales foi desviado para a Áustria pela negativa de autorização de pouso. É que a autorização condicionava a revista da aeronave o que é crime internacional, já que considerada extensão do país.

O presidente boliviano em declarações à imprensa declarou – “sinto-me sequestrado”.

O governo português também impôs exigências para um pouco a despeito do país estar em frangalhos e vivendo uma luta entre a classe trabalhadora, a própria classe média e as elites coloniais que governam o país. Portugal, como a Espanha se desmancham e devem desaparecer como estão e são, num futuro próximo.

O presidente da Venezuela afirmou que é preocupante a situação do norte-americanos e a legislação internacional precisa ser respeitada pelos norte-americanos.

A posição brasileira é vergonhosa, mostra o caráter real do governo tucano-petista de Dilma Roussef e reforça a necessidade de luta nas ruas com bandeiras específicas, organização e direção, para que o Brasil possa deixar de ser integrante do Plano Grande Colômbia.e recupere sua identidade.

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.