CUT E CGT : “EM BUSCA DO TREM DA HISTÓRIA...”

  • Imprimir

Por : Pettersen Filho

É Saber Popular aqui em Minas Gerais que não se embarca em Trem andando , pois a queda pode ser feia. 

Mas não foi exatamente isso o que fizeram a outrora Poderosa CUT – Central Única dos Trabalhadores , mais vinculada ao PT , e outras agremiações congêneres, CGT – Central Geral dos Trabalhadores , também, invariavelmente, ligada a ramificações do Trabalhismo no Brasil, PTB e PDT , braços sindicais da antiga Esquerda , do tempo do ABC, e das greves dos metalúrgicos, ao se verem, atônitas, tomadas da mais abismal surpresa, superadas por Movimentos eminentemente Populares , nos últimos dias, que ganharam as ruas, sob manto, ou flâmula, de “Partido Algum”, sintetizados no até ontem desconhecido, o “Jovem” MPL – Movimento do Passe Livre , em busca de, logicamente, Transporte , mas também, gritando por Saúde Educação e, bradando contra a Corrupção , antigas exclusivas “Bandeiras” do Trabalhismo , seguidos de levas e levas de Cidadãos Desfiliados de qualquer agremiação, tão somente unidos pela Insatisfação, genérica e totalizada.

 

Qual não foi então, a surpresa, da CUT e da CGT, ora, totalmente apadrinhadas pelos “Gabinetes do Poder”, reféns de repasses orçamentais do Governo Federal, e seus Ministérios, também ramificadas nos Estados e Municípios do Brasil a fora, totalmente distantes dos valores e preceitos oposicionistas que um dia, se mesmo, realmente ostentaram.

Chamadas, que foram, em plena “Crise da Copa das Confederações”, junho ultimo, pelo próprio Palácio do Planalto, não souberam, sequer, explicar ao Governo/Padrinho quem eram aquelas pessoas, que tomaram as ruas, em ousadia e escárnio, as outrora exclusivas Centrais dos Trabalhadores.

Afinal, quem eram aquelas novas “Caras Pintadas” que assumiam as ruas ?

Foi ai que, tentando recuperar o Protagonismo Pelego , vencidas pela crassa realidade de que tais Entidades , não dispõem mais do mesmo Poder , diante da recém Desindustrialização do Brasil, entranhadas nas Casernas do Palácio do Planalto, e seu aparato Político-partidário “Chapa Branca”, munidas de um Discurso , apenas, Monolítico , sempre mais tendencioso ao “Governo dos Trabalhadores”, de quem, aliás, gerem monumentais recursos, por exemplo, seja via FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador, verdadeiras fabulas, vertidas em favor das tais Centrais, assim, seja como o PRONAF - Programa Nacional de Apoio a Agricultura Familiar, uma espécie de BNDES, mais inclinado a favorecer o MST – Movimento dos Sem Terra, ultimamente calado, inerte, frente aos desmandos e letargia da Senhora Dilma Roussef , que, convocadas pelo próprio Governo Federal , supõem-se, lembradas oportunamente que são “Oposição”, nem que seja de Mentirinha , designaram para esse “Onze de Julho: o Dia Nacional da Paralisação.

Quem te viu e quem te vê ?

Mas o Povo Brasileiro não é bobo, para cair nessa:

“Não mais !?!???”

Crônica postada originalmente em www.paralerepensar.com.br

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, ALÉM DE SÓCIO CORRESPONDENTE DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLOGIAS,  POLÍTICAS E SOCIAIS DOM VASCO FERNANDES COUTINHO, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO