DILMA ROUSSEF : “A “VITORIA DE PIRRO” DO GOVERNO...”

  • Imprimir

Por : Pettersen Filho

Flagrada, ainda essa Semana, vangloriando-se de uma suposta “Vitória do Governo”, referindo-se à Votação da destinação dos  Royalties   advindos, futuramente, do Pré-sal Brasileiro, realizada, muito evidentemente, em Ato de Insubordinação   pela sua “Base Aliada”, do Governo, em que viu os   Interesses   da União serem rateados pelos  Estados , à título de   Saúde   e   Educação , integralmente, o que contraria proposta inicial do próprio   Governo , que, originalmente, perpetuaria apenas um pequeno valor, à tal pretexto, a   President(e)a Dilma Roussef,   num “Programa” “Chato”, daqueles patrocinados pela Mídia Oficial, que quase ninguém realmente vê, a não ser quando replicados pela Mídia Paga,   Rede Globo e outras , chamado “Café com o President(a)e”, foi no mínimo dúbia.

 

Perplexo, o   Telespectador   que estivesse, por ventura, assistindo esse   Troço , provavelmente, sentir-se-ia muito mais a vontade, na Atmosfera de Marte, ou em Órbita Estratosférica, tamanho o disparate.

Votação   daquelas raras, em que a   Câmara dos Deputados , contrariada, num acometimento de Egocentrismo , tardio, mas inteiramente, válido, recobra suas prerrogativas originais, das quais jamais deveria ter abrido mão em favor do    Executivo , como até então, na qualidade de Poder Autônomo Legislativo, e a quem cabe dar destinação ao Orçamento da União, também, acaba de votar as “Emendas Impositivas”, dando pulso coercitivo às Emendas que cada Parlamentar, efetivamente, apresenta, com o fito de retirar do Governo o tradicional Poder que possui, de, somente a cada Votação Importante, ou ao seu próprio critério, a cada “Barganha Política”, liberar o aludido Recurso, desmoralizando o atual Jogo Político existente no Parlamento Brasileiro, Dilma Roussef, no entanto, pareceu comemorar, ao final, apenas mais uma “Vitória de Pirro”.

Vou explicar para os menos eruditos: “Pirro”, narra a Lenda, que seria um General, incumbido de rechaçar o Exército Invasor, que possuía uma superioridade numérica, e de armamentos, a razão de Dez Homens Inimigos, para cada Um Homem seu, o que tornaria a sua Missão bastante árdua, se não, impossível.

Conta a estória que ao repulsar a primeira leva de ataques, perdendo Um Homem seu, para cada Adversário Tombado, recebeu congratulações do Governante pela   Brava   Vitória   (“Vitória de Pirro”), ao que teria respondido:   “Com mais uma Vitória dessas, eu perco meu Exército .”, teria fatalizado...

Parece-nos, enfim, ser essa a tal “Vitória” de Dilma, na verdade, Derrota para ela própria, e, curiosamente, Vitória para o Parlamento, levando a reboque o próprio País, e o Sistema Democrático de Governo, com Poderes Autônomos e Independentes, que nele se deve praticar, sério e comprometido,

Dilma, aliás, quem, ora, se vê em vertiginosa queda de popularidade, dona de uma certeza, cada vez menos certa, de que será, ela mesma, e não Lula, o seu sucessor à Presidência da República.

Assim é que, socorrida pelo inédito  Episódio do “Propinoduto Tucano”, em São Paulo, em que toda a “Dinastia do PSDB”, desse, e de outros Governos, de Mário Covas, passando por José Serra, e o próprio Alckmin, estariam envolvidos em vultosos desvios de recursos da CPTM e do Metrô, porquanto o próprio PT, Partido de   Dilma   Roussef , ainda não conseguiu se desvencilhar do seu associamento, puro e imediato, à Corrupção , encerrada no “Episódio do Mensalão”, em que ambos Partidos, PSDB/PT, cada um de um lado, do atual Governo, parecem medir forças, numa infindável  Discussão   Tupiniquim , de quem seria o   Mais , ou o Menos   Corrupto, como se fossem ambos os casos sintoma qualquer de eventual   Virtude , e não um Jogo Sujo, e Enlameado,  ao Eleitor, no entanto, alheio a toda essa Indecência Institucional, fica cada vez mais clara a certeza de que ao Brasil somente resta uma “Terceira Via”, por que caminhar.

Qual seria essa   Terceira   Via , enfim, somente ao Eleitor, e a Sociedade Civil apartidária, caberá decidir nas próximas Eleições, razão única de tal   Patifaria .

Enquanto isso, tome-lhe baixaria, na Mídia Oficial, e na Particular, regada à generosos recursos, distribuídos a titulo de “Publicidade”, pelas Contas do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Petrobras e BNDES, numa tentativa ultima, de Dilma Roussef, de reverter esses índices, tão lhe desfavoráveis.

Enfim, como diz a Propaganda Oficial: “ Brasil, um País de Todos”

Será ???

Crônica postada originalmente em   www.paralerepensar.com.br    

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, ALÉM DE SÓCIO CORRESPONDENTE DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLOGIAS,  POLÍTICAS E SOCIAIS DOM VASCO FERNANDES COUTINHO, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO.