BRASIL : ENTRE A GUERRA CIVIL E O GOLPE MILITAR...?

Por : Pettersen Filho

País Colonizado em 1500, por Navegadores Portugueses , que se limitaram inicialmente ao Território ao longo da Linha do Tratado das Tordesilhas , estendendo-se a faixa de terra litorânea ao Leste das proximidades das atuais Cidades de Belém , ao Norte, e Curitiba , ao Sul, posteriormente ocupado por desbravadores que adentraram nos Territórios das Missões Gaúchas, Planalto Central e Amazônia , guardando desde então Unidade Territorial única, dimensões continentais, e Governo Central uno, diferente da América Espanhola, dividida em vários países, o Brasil passou, no entanto, ao longo da sua História , por questões de Fronteira com os Espanhóis, todas resolvidas pacificamente, e várias Invasões, Francesas e Holandesas , também rechaçadas, ainda pelas Tropas Coloniais Portuguesas .

 

 Além de nítidos Movimentos de Desanexação e Revoltas , tais como a Guerra dos Farroupilhas , no Império, e Revoltas localizadas, como a dos Mascates, Praiana, Alfaiates, Canudos , ainda assim, mantendo, ao longo dos últimos 500 anos, a sua Integridade Territorial , nacional e linguística.

 

Em que pesem, todavia, profundas diferenças sociais e econômicas, gritantes, em suas diversas Regiões Geográficas, Nordeste Pobre, Sudeste Rico, mesmo em tempos recentes da República , embora passando por momentos de profunda divisão política, aptas a causar-lhe cisão territorial, como o foi a Revolução Nacionalista de 1930 , de Getúlio Vargas, e a Contra-revolução das Oligarquias Paulistas , de 1932, culminando, por ultimo, com o Golpe de 1964 , na verdade, programado para ser desferido em 1961, contra o Governo Nacionalista de Jânio Quadros, não aplicado por falta de “Condições Políticas”, devido a resistência separatista de Leonel Brizola, no Rio Grande do Sul, por isso mesmo adiado pelos Militares de então, temerosos com a possível Secessão , ainda assim, até hoje, Pais Indivisível e único.

Tal História , no entanto, conforme leitura que ora fazemos das Ruas, Casernas, Internet e Instituições Públicas, demonstra nítidos sinais de que algo, entre Aqui, a Copa do Mundo, e as Eleições Presidenciais de 2014, vai mudar profundamente, posto que há, outrossim, aqueles que acreditam na “Armadilha” institucional da “Solução do Enfrentamento”, abarcando fatores exógenos, jamais havida em larga escala no Brasil...

Relembrando , olhos postos no passado recente, os fatos que precederam o Golpe Constitucional de 1964 , que lançou o País por quase três décadas de sombras, e obscuridades, de um Regime Militar Ferrenho, guardado equivocadamente por alguns, com saudosismo histórico, e ilações de heroísmo, nas Casernas de hoje, suscitadas por “Velhos Militares” que se encontram na Reserva , “Megafones nas Mãos”, encorajando as Tropas que permanecem na Ativa , hoje, outra geração, mas, emudecidas, mal pagas e mal aparelhadas , por “Inocência Franciscana” dos que hoje ditam o Regime , mantidas por Rígida Disciplina Militar, e pelo “Revanchismo Burro” do Governo Petista , que ora detém o Poder, lembram-nos, todavia, aqueles fatídicos dias, Pré-64 , ironicamente, da “Marcha do Povo de Deus pela Liberdade”, Período de Greves Generalizadas, Indisciplina nos Quarteis, Quebra de Hierarquia, Falência das Instituições e Crise Econômica, sugeriam como possível Via fácil o “Enfrentamento”, tal como vemos hoje em dia, que foram, ao final, o pretexto para o Golpe , da mesma forma como se dá, ora, com Greves no Rio e São Paulo (Professores, Carteiros, Bancários, “Black Blocs”(?), (até o Batman -Herói Marvel foi visto nas ruas), Passeatas Intermináveis, Incendiamento de Ônibus, e Letargia do Poder Público (Judiciário cooptado, Legislativo corrompido, Executivo mau intencionado) em coibir tais situações, demonstrando aparente impasse, anunciando, incautamente, que ambas as partes acreditam na “Vitória” Unilateral (?)...

Pais , contudo, hoje muito mais adensado, cuja população e estrutura política em nada relembram 64 , a Guerra Fria , o Falecido Discurso do Comunismo , a disputa Leste x Oeste , coisa que os próprios defensores do Golpismo não conseguem ver, enquanto acotovelam-se nos Quarteis , de um lado, e/ou Sindicatos de Classe, do outro, quando, muito se fala, querem Exumar Jânio Quadros, Juscelino Kubistchek (Talvez o próprio Karl Marx), sob acusação de Assassinato, insuflam os trabalhos da Comissão da Verdade , para apurar inequívocos Crimes da Ditadura Militar, que, tratam-na, como uma espécie de “Tribunal de Nuremberg”, exumando um passado inconveniente, mas que deve ser depurado...

Todos , enfim, fatores de “Tensão Social”, diante de um Brasil que quer ser “Passado a Limpo”, sem exageros...

Muito diferente daquele anterior, do “Movimento”, que contou com o apoio da Esquadra do “Brother San”, ao longo da Costa Brasileira, hoje totalmente incontestável, em que, eventual Golpe , não poderá ser desferido sem que antes se considere uma Estrutura de Poder , hoje, mais Horizontalizada , e melhor distribuída, perante a Sociedade Civil, mais difícil de amordaçar, do que naqueles Românticos anos 60, de antes do MST , da CUT , da atual divisão de forças, em que, atribuições de Segurança Pública foram divididas com as Guardas Municipais e a Força Nacional de Segurança Pública , essa pertencente ao Governo Federal , embora inconstitucionalmente, ambas, sob o ponto de vista Jurídico, Ilegais , externas ao Exército Brasileiro , em tempos complexos do atual Afavelamento Urbano , do Crime Organizado , do “Bolsa Família”, do Aparelhamento Sindical do Estado, e dos “Contingentes Sociais” achatados pelas aflitivas demandas humanitárias, jamais atendidas (“Vândalos”: Etnia, Povo que habitou a Europa da Idade Média, Pré-estados Nacionais, que deram origem a Civilização Ocidental de hoje), nem por esse, ou por aquele Governo , concernentes a Educação, Saúde, Transporte e Segurança Pública , os quais, acredito, o próprio Exército , e o somatório das Forças Armadas , sequer, estão apitas, ou interessadas, a confrontar...

Pais muito mais complexo , inserido no contexto da “Rapinagem Internacional” por sobre o Brasil , e a Globalização Econômica transnacional, da “Revolução Bolivariana”, que substituiu, aparentemente, Cuba , como ponto irradiador de Ideologia Marxista para o Continente, sob novos parâmetros, na suposta União Sul Americana de Nações sonhada por Simon Bolívar , e revivida por Hugo Chaves , de menos a América Anglo-saxônica, dos quais, pelo menos, Bolívia e Venezuela confrontam Fronteiras com o Brasil, em que, permanece, outrossim, a Amazônia Brasileira como mero “Território Ocupado”, muito mais complexo que outrora, sob grave ameaça à Desanexação , repleta de Reservas Indígenas, Ong`s Estrangeiras, Biomas Protegidos , ao longo de toda a borda fronteiriça, em que o Exército meramente ocupa, restrito às mesmas Fortificações pré-existentes ao Colonialismo Português , desprovidas de Cidades e Estradas, na Cabeça do Cachorro e São Gabriel da Cachoeira, com “Doutrina Militar”, não de Ocupação, mas de mera Resistência, mediante Técnicas próximas a de Guerrilha, com base na “Oração do Soldado da Selva”, de atacar e esconder, totalmente susceptível as Farc`s Colombianas (Os EUA estão ali, logo ao lado, com Tropas e Armamentos, doidos para entrar), ou quaisquer Potências Europeias , que, aparentemente, apenas aguardam o momento propicio para intervir, “Sirilizando” (No atual conflito da Síria, várias são as nações intervenientes) o possível conflito no Brasil .

Enfim , penso que o “Conflito”, para o qual a Sociedade Brasileira parece caminhar, com lados opostos se militarizando, se cercando de aparatos e ideologia, não interessa a ninguém de sã juízo, mas, inexoravelmente, virá...

Do meu lado, já estou cavando a minha “Trincheira”, posto que, como dizia o mote da canção : “A mão que toca o violão (no meu caso teclado), se for preciso vai á guerra...”

Será !?

Que Deus se apiede do Brasil , porque nossos Dirigentes não o fazem..

Crônica Publicada originalmente em   www.paralerepensar.com.br

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, ALÉM DE SÓCIO CORRESPONDENTE DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLOGIAS,  POLÍTICAS E SOCIAIS DOM VASCO FERNANDES COUTINHO, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO.