CONFISSÃO

Por : Emanuele Sloboda

 

Nossas liberdades apoderam-se da sutil embriaguez do enlace.

 Amar-te consome-me de tal forma a me castigar devido a tua ausência.

Em contrapartida, temo a desilusão. Amo-te por ser uma quimera escorregadia, distante como os mais pueris desejos.

Leia mais...

UTOPIA

Por : Roberto de Queiroz

O vocábulo "utopia" foi forjado pelo filósofo e escritor inglês Thomas More (1480-1535) para titular um livro de sua autoria, escrito em 1516. O autor formou esse vocábulo pela justaposição de dois termos gregos: "ou" (não) e "tópos" (lugar). Grosso modo, ele significa "não lugar", ou seja, "lugar que não existe". É o termo pelo qual More idealizou uma sociedade deveras harmônica, estável e funcional, em que todos os membros são comprometidos com o bem-estar coletivo. Nessa sociedade idealizada, a realidade se funde com a fantasia. O autor sugere, portanto, que a utopia não pode ser concebida como um projeto realizável no mundo real, e sim como uma entidade circunscrita numa ilha imaginária.

Leia mais...

EN TORNO AL ÁRBOL DE LOS RECUERDOS

Por : Pérpetua Flores

Un aroma, una brisa,

la música de una calesita

que parece caer, gota a gota,

                            nota a nota...

Zaranda del grupo familiar

en torno al árbol de Navidad,

vuelta y vuelta...

y los niños ávidos

recogiendo sus regalos,

 

como frutos maduros,

entre luces...

Leia mais...

AMOR

Por : Pettersen Filho

 

Eu saí Louco !

Alucinado pelas ruas

fundindo mundos, amor, teoremas

e paz !

 

Eu me virei todo ao avesso

e tentei entender...

Leia mais...

REALIDADE

Por : Pettersen Filho

Quando Eu me dei por mim

Ela já estava ali

batendo por detrás da Porta

tocando a campainha

insistindo em entrar...

 

Eu corri, e tranquei a Janela

Fechei as cortinas, prendi a respiração.

Apaguei as luzes... Fingi dormir...

Leia mais...

HOJE

Por : Pettersen Filho

Hoje há esperança!

Talvez, mais tarde

o Sol nasça

O Jardim floresça

Todo o mal padeça

e agente viva em paz!

 

 

Hoje

a gasolina não aumentou

Hoje

não houve crime no Jornal

Hoje

a Moeda não caiu

Leia mais...

MARIA QUE NO ERA

Por : Pérpetua Flores

María,

que no era María,

de noche...

ni dormía.

Quedaba imaginando

si alguien sabía...

Leia mais...

INCÓGNITO

Por : Pettersen Filho

 

Um Homem

entra no Boteco

pede uma cachaça

bate no balcão

toma um gole

dá um pouco pro Santo

maldiz o trabalho

cospe no chão

mete a mão no bolso

retira um trocado

Leia mais...

NATAL 2016

Por : Teresinka Pereira

Vamos beber o vinho natalino

junto aos que amamos

desejando que na distância

nos celebrem os ausentes.

 

Rompamos o espaço do ar

e na pompa do amor

exprimamos docemente

uma centelha de felicidade

porque este sonho que é a vida

vale mais que os rubis

Leia mais...

PRAÇA DA LIBERDADE

Por : Pettersen Filho

Há nas Praças os lugares permitidos e os lugares proibidos... Pessoas que fazem alguma coisa e Pessoas que não fazem nada... Vós, que fazeis na Praça ?

Havia na Praça

Uma Banda...

Na Praça os casais

se reuniam

A vida acontecia

e ninguém notava

de tão feliz

que todo mundo era...

Leia mais...

ARACRUZES

Por : Pettersen Filho

Eu vi Eucaliptos !

Eucaliptos, Eucaliptos, Eucaliptos.

Eucaliptos, Eucaliptos...

 

                              Eu vi Eucaliptos !

                              Eucaliptos, Eucaliptos, Eucaliptos.

                              Eucaliptos, Eucaliptos...

... e a terra rachou

... e os rios minguaram

Leia mais...

INCOMPLETO

Por : Pettersen Filho

Porque deixastes tuas marcas

tão profundas em mim...

Porque assistes aos poucos

ver chegar o meu fim.

 

Criaste o Bem

mas acho que te esquecestes

de aniquilar todo o Mal

Inventaste o principio

dando a tudo um toque final...

Leia mais...