1º LUGAR -RESULTADO: POEMAS GANHADORES DO 1º CONCURSO DE POESIAS “INCONFIDENTE MINEIRO 2019”

Por: Ribamar Batista

“MORTE

Não... não precisei usar a morte

Tudo foi se desfazendo aos poucos

Tal qual o fim de tudo, o fim de todos

Às vezes acontece de repente

Sem que sequer se possa entender

Vem o vulcão faminto e engole

A roda do destino vira fole

 

Fica mole, roda devagar

Acontece, esmorece, para,

Às vezes vem o terremoto

Derrama pau e pedra e cobre

Entulha, esfola e mata.

 

Não... não foi preciso a morte

Tudo foi-se acabando aos poucos

E nem os meus sonhos loucos

Sobreviveriam ao torpor intenso

Às vezes acontecem desatinos

Não foi este o meu destino

Tudo ruiu placidamente.

Fomos nos afastando indiferentes

do tempo do sentimento e da saudade

fui levando sozinha a dor de

de me fazer cada vez mais só.

 

Não foi preciso a morte

O espetáculo que ela sempre traz

Ficou difuso, lacunoso e vão.”

 

Poesia Ganhadora do Primeiro Lugar – 1º Concurso de Poesias “Inconfidente Mineiro/2019

Autor : Ribamar Batista (Pseudônimo Alkymena Solaris)

Anápolis / Goiás – Prêmio R$800,00 /Divulgação do Poema