DRUMMONDIANA

Por : Pettersen Filho

No meio

da Pedra

tinha

um caminho.

Tinha

um caminho

no meio

da pedra.

 

 

                              A minha casa

                              é toda feita

                              de solidão...

                              Dentes rangendo

                              cobertores se arrastando

                               pelo chão.

 

Há dias em que

me entristeço.

Há dias em que não...

Há dias em que

tenho medo.

Há dias em que não!

 

(Extraído do poema “Drummondiana” da Obra “Inconfidente Mineiro – Ilustrações & Poesias” de Antuérpio Pettersen Filho – Publicação Independente – 2002 )