O SEMEADOR

Por : Pettersen Filho

Eu lancei as sementes

Molhei a terra

e vi tudo nascer

Reguei com carinho

Fiz um espantalho

e até afugentei

os bichinhos... 

 

 

Eu colhi os primeiros frutos

Selecionei as sementes

e coloquei ao sol para secar

Sonhei fazer das uvas

as melhores passas

Lavei os pés...

... Imaginei os melhores vinhos

 

Eu fiz tudo certo

Fertilizei a terra

Cuidei com amor

até o sono sagrado eu perdi

Mas as uvas na parreira

preferiram os passarinhos

à mim !

 

(Extraído do poema “O Semeador” da Obra “Inconfidente Mineiro – Ilustrações & Poesias” de Antuérpio Pettersen Filho – Publicação Independente – 2002 )