O MERCADO CENTRAL

Por : Pettersen Filho

 

São cinco horas

Já começa o movimento

No Mercado Central

Falar demais pode ser

Um pecado fatal

 

 

Tem moleque roubando fruta

Na Quitanda da D. Mariana:

“Cuidado Seu Joaquim Português

Tão pondo a mão no seu pastel”

 

“Olha a ventania”

E a bolsa no chão

Foi levado um trocado:

“Olha pega Ladrão!”

 

São cinco horas

Já começa o movimento

No Mercado Central

Falar demais pode ser

Um pecado fatal

 

“Dê de comer a quem tem fome

Por favor, oh Madame!”

“Cuidado, olha o Rapa”

Foge na multidão

Aplica uma rasteira

Com o tabuleiro na mão

 

Amanhã tá na Feira

Trabalhando pelo pão.

 

(Extraído do poema “O Mercado Central” da Obra “Inconfidente Mineiro – Ilustrações & Poesias” de Antuérpio Pettersen Filho – Publicação Independente – 2002).