GRAMPO NO T.S.E.: “SERIA ESSE O WATERGATE BRASILEIRO?”

 

Por : Pettersen Filho

Dispostos no Mapa Político Brasileiro como poderes autônomos, complementares e independentes, numa trilogia que envolve também o Poder Legislativo, como ícones máximos de seus respectivos poderes, o Palácio do Planalto e o TSE – Tribunal Superior Eleitoral, compõem, cada um por seu turno, o Sitio Histórico Geográfico da Praça dos Três Poderes em Brasília-DF.

Contudo, uma pré-leitura dos boletins eleitorais que se evidenciam no atual pleito das eleições gerais de 1º de outubro de 2006 são preocupantes, trazendo no seu bojo inquietudes antes não vividas, quando a vida democrática brasileira cingia-se nos recatados boletins oficiais, rabiscados impunemente pelos arapongas do poder, ainda sob a égide do regime militar dos anos setenta, nas salas fechadas e corredores escuros do extinto SNI – Serviço Nacional de Informações, de cunho militar.

Leia mais...

JOGOS OLIMPICOS PARAPAN: “SOMOS CAMPEÕES”

Por: Pettersen Filho

                      Hoje, cada ceguinho de cruzamento de rua, no Brasil, ou amputado, de muleta, a esmolar no semáforo, tem o que comemorar: “Somos Campeões” .

                      Holofotes, postados encima, por todos os estádios do Rio de Janeiro, Maracanã, Engenhão e Parque Aquático Maria Lenque, porém, sem o mesmo brilho que tiveram os Jogos Panamericanos Convencionais, o famoso “ Pan2007 ”, em que disputamos medalha a medalha o 3º lugar com Cuba, tendo ficado atrás somente das potências tradicionais, como EUA e Canadá, também vencidos pela Ilha de Fidel, os Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro, no entanto, com grande brilhantismo, reservaram para nós o Primeiríssimo Lugar nas Américas, nas competições entre os Atletas Portadores de Deficiências , visuais, motoras e outros aleijões, deixando, claro e evidente, o quanto nós, brasileiros, podemos superar-nos, a nós mesmos, e as dificuldades impostas pelo meio ambiente, sagrando-nos vencedores.

Leia mais...

“TIM-TIM” - LEI SECA : “ REVOLTA NO OLIMPO ”

Por : Pettersen Filho

Fosse o Monte Olimpo , local mitológico onde, segundo a Sábia Cultura Grega , habitam os Deuses , localizado, por uma dessas patologias que sempre nos reservam a História, no Brasil , entre os marcos do Oiapoque ao Arroio do Chui , os seus moradores, diante da súbita edição da Lei Seca , que estabelece a “ Tolerância Zero ” para os níveis de presença de álcool no sangue, por certo, estariam em burburinho.

Acostumado ao ilimitado Poder Supremo , o próprio Zeus , “ Mandatário Mor ” do Olimpo, por derradeiro, já teria atirado o seu Cetro do Poder pelo precipício, abdicando ao seu Reinado.

Por seu turno, Thor , o legendário “ Deus do Trovão ”, à imagem e semelhança do próprio Odin , com seu Martelo Mágico , na certa, já haveria “ bhamido” , precipitando na Terra cargas inteiras de raios e trovões, a estampar a sua ira incontida.

Leia mais...

GUERRA NO CÁUCASO : “ O DESPERTAR DO URSO ”

Por : Pettersen Filho

Figura símbolo da Rússia, desde os tempos dos Czares , de “ Pedro: O Grande ”, quem rompeu as fronteiras originais da Rússia, estendendo o seu domínio das geladas estepes da Sibéria até as marolas do Mar Cáspio, chegando a alcançar o Mediterrâneo, o Urso é o animal escolhido como síntese da Rússia , talvez por sua forma robusta e elevada compleição física, bem próximos do País que representa, mesmo depois da queda da URSS – União das Repúblicas Socialistas Soviéticas , ainda hoje o maior Pais do Mundo em áreas continuas.

Leia mais...

ADEUS “ PAN DO BRASIL ”....

Por : Pettersen Filho

                      Adeus “Pan do Brasil ”...

                      Daqui a três dias, no Santo Domingo , quando o último atleta da potência esportiva norte-americana, cubana, ou da pequena ilha caribenha de Santa Lúcia, detentora, na longa história dos jogos olímpicos pan-americanos, de apenas uma medalha de bronze, no salto com varas, através do obscuro atleta, Dominique “ De Sei Lá O Que ” , deixarem a Vila Pan-americana, no Rio de Janeiro, dando pretexto ao apoteótico final dos jogos, no Brasil, a aparente sensação que ora sentimos, patrioticamente, de Nação , consagradoramente, Vencedora , partirá com eles, dando lugar a crua e pura verdade nacional:

Leia mais...

RIO DE JANEIRO : “A TERCEIRA LEI DE NEWTON”

Por : Pettersen Filho

Já dizia o Poeta/Escritor Shakespeare , há mais de quinhentos anos atrás: “ Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que pode explicar a nossa Vã Filosofia 

Contudo, todos que acompanham os noticiários, a cerca da violência na Cidade do Rio de Janeiro, “ Existencialistas” , ou não, por certo já desconfiavam de uma reação por parte da população, ou setores outros da Sociedade, marginalizados ou marginais, não abrigados pela Política de Segurança Pública ofertada, em especial, pelo Estado do Rio de Janeiro, a quem cabe, em primeiríssima instância, a implementação deste item, essencial, à População do Estado, cujo nicho maior é a própria Cidade do Rio de Janeiro, a dita “ Cidade Maravilhosa ”.

Leia mais...

BRASIL : “O FATOR PROTÓGENES”

Por ; Pettersen Filho

O Brasil é realmente um País “Sui Generis” ! (do Latim , sem igual)

Assim, o sendo, “poucas vezes, antes, na História desse País” , como bem o diria o “Sapinácio Presidente, Filósofo de 51” , Luis Inácio Lula da Silva, nunca, antes, tamanho Espetáculo foi montado, com intuito único, e tão somente, de intimidar uma Autoridade Investigativa , que, no âmbito das suas Atribuições Legais , contrariando interesses solidamente instalados no Planalto Central brasileiro, bem nas Ante-salas do Poder , jamais havia sido visto, como ontem, conforme as declarações prestadas pelo Delegado Federal Protógenes Queiroz , à força, diante da Augusta Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara dos Deputados Federais , em Brasília,

Leia mais...

BRASIL: O “QUADRADO” MÁGICO

Por: Pettersen Filho

         “Quadrado Mágico”:

         Assim a Nação brasileira se acostumou a ouvir a expressão, quando invariavelmente a Imprensa se referia ao ataque dos sonhos da Seleção Brasileira de futebol, pressupondo a presença divina e encantadora de quatro maravilhosos craques atuando juntos, num suposto ataque invencível: Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo Fenômeno, Adriano Imperador e Kaká Maravilha.

         Um ataque tão avassalador, em tese, que seria capaz de fazer inveja a qualquer outro esquadrão, tamanho o eventual poder ofensivo, dado ao que são efetivamente capazes, isoladamente, esses jogadores, ao que se constata na atuação em seus respectivos clubes.

         ... e assim chegaríamos, como se dizia, ao tão sonhado Hexacampeonato.

Leia mais...

QUANTO CU$TA UM DELEGADO FEDERAL ?: “ A ESPETACULARIZAÇÃO DA JUSTIÇA NO BRASIL”

Por : Pettersen Filho 

A Língua Brasileira , diga-se melhor, Língua Portuguesa, é realmente pródiga, repleta de figuras de linguagens, sintaxes verbais, adjetivos e metáforas.

É assim que, recentemente, assistimos um dos mais destacados Ministros da Excelsa Corte Tupiniquim, o STF – Supremo Tribunal Federal , Ministro Gilmar Mendes, que ora preside a Casa, tão logo a Polícia Federal deflagrou uma Operação de nome esquisitissimo, “ Satiagraha ”, (que significa “ resistência pacifica e silenciosa ”, reportando Gandhi, quanto ao seu movimento de resistência-civica, e desobediência civil, à Ocupação Britânica na Índia), antecipar, impropriamente, no que diz respeito a Figura Institucional de um Ministro Presidente do STF, a sua posição, confeccionando assim Pré-julgamento , inadmissível ao Julgador, quando da prisão de um dos mais destacados expoentes do esquema criminoso criado para malversar verbas públicas e fraudar o erário, o Sr. Daniel Dantas, desde o primeiro momento saindo em sua defesa, ao proclamar o “ verbo ”, parece concebido ali, de momento, por ele mesmo, referindo-se a tal prisão como : “ Espetacularização ”, num eufemismo jurídico sem precedentes, antes, na Pátria Tupiniquim.

Leia mais...

CHINA : “O NINHO DO PÁSSARO”

Por : Pettersen Filho

Parece que, predestinada a um futuro de extrema grandeza, finalmente aflorando mais de 5.000 anos de História e Civilização, emblematizada no “Estádio Nacional de Pequim” , já mundialmente conhecido como “Ninho do Pássaro” , obra faraônica, bem própria da China Moderna, quem, consumiu, somente na sua construção, mais de 42.000 toneladas de aço, perfilado e superposto, o que dá ao Monumento o estranho aspecto de, realmente, um ninho gigante, a China , sede das atuais Olimpíadas , para o que foi especialmente construído, manda um recado ao Mundo: “Daqui nascerá uma criatura que dominará o Planeta.”

Leia mais...

“QUADRADO MÁGICO” DO BRASIL:

Por: Pettersen Filho

         “Quadrado Mágico”:

         Assim a Nação brasileira se acostumou a ouvir a expressão, quando invariavelmente a Imprensa se referia ao ataque dos sonhos da Seleção Brasileira de futebol, pressupondo a presença divina e encantadora de quatro maravilhosos craques atuando juntos, num suposto ataque invencível: Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo Fenômeno, Adriano Imperador e Kaká Maravilha.

         Um ataque tão avassalador, em tese, que seria capaz de fazer inveja a qualquer outro esquadrão, tamanho o eventual poder ofensivo, dado ao que são efetivamente capazes, isoladamente, esses jogadores, ao que se constata na atuação em seus respectivos clubes.

         ... e assim chegaríamos, como se dizia, ao tão sonhado Hexacampeonato.

         Contudo, entre o real e a fantasia, foram semanas e semanas de enganação. A tal Imprensa, quase sempre mal-intencionada e a serviço da tapeação, inflou nossos sonhos e escondeu nossas carências.

Leia mais...

QUEM MATOU JOÃO ROBERTO AMORIM ??

Por : Pettersen Filho

Enquanto a Sociedade permanece escandalizada, clamando por Justiça , diante da recente morte, mais uma, do menino João Roberto Amorim , de apenas quatro anos de idade, inocentemente alvejado no banco de trás de um veículo, enquanto a sua mãe estacionava, intuída em dar passagem a uma viatura da Polícia Militar, em pleno Bairro da Tijuca/RJ, diante das câmeras de segurança dos condomínios do bairro, fulminado, em companhia do irmão de apenas alguns meses de idade, com pelo menos dezesseis tiros, em uma suposta perseguição a bandidos, demonstrando, minimamente, um profundo despreparo da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, como de resto em todo o Brasil.

Leia mais...