PETROBRAS $A : “COM QUANTOS BURACOS SE FAZ UMA EMPRESA

Por : Pettersen Filho

Fruto dos pensamentos, à época, visionários do Escritor de Fábulas Infantis, Monteiro Lobato , um dos que encampou o sonho de que o Brasil possuía Petróleo , tão logo findou a Segunda Guerra Mundial, onde ficou patente que, depois do Aço , como  indústria estratégica, quem seria o “ Novo  Combustível , Fóssil, a determinante do Mundo Moderno, Pró-consumismo , numa ruidosa Campanha: “O Petróleo é Nosso “, a qual varreu o Brasil de Norte a Sul, a Petrobras – Petróleo Brasileiro $A , surgiu, como realização, nos Ideológicos Anos Cinqüenta , sob a Égide do Governo Getúlio Vargas , embaixo do pano de fundo da jacente Guerra Fria $A , diante da qual, todo, e qualquer, Movimento Nacionalista , com o que se caracterizava o Governo Vargas , poderia, e seria, traiçoeiramente entendido como Falso Populismo , ou, quiçá, Comunismo , o que acarretou, pouco tempo depois da sua Controversa Criação, Petrobras $A , no Golpe de Estado que levou Vargas ao Suicídio, em Pleno Palácio do Catete, no ano de 1954, no Rio de Janeiro.

 

De lá para cá, tendo o Conflito Energético migrado para águas mais tórridas, do Oriente Médio , onde se deflagram as Grandes Potências do Mundo pelo dito “ Ouro Negro ”, cada uma puxando o “ Barril ” para o seu lado, acarretando na mantença de verdadeiras dinastias no Oriente, pelos Estados Unidos , tais como um Reinado Despotatário na Arábia Saudita , e um Governo Imposto Pró-EUA, no Iraque e Afeganistão , até, justificando ali a Criação do Estado Judeu de Israel , transformando o Micro-continente num permanente “ barril de pólvora ”, enquanto, no outro lado da “ Balança” , ondulam o Irã e a Coréia do Norte, “ urânio-nuclearizados ”, como pressupostos de um novo Equilíbrio Mundial de Forças, em que se afiguram no Jogo uma Ascendente China, e Índia , no encalço da Rejuvenescida Rússia Militar , novos jogadores, no entanto, menos apercebidos, lançam suas sondas, prospectando em qualquer área que se vislumbre a presença do “ Ouro Negro ”, suas plataformas, a fora os riscos políticos que encerram trazer.

Parece-nos ser este, pelo menos, o caso da Petrobras $A , quem, após contrariar todas as possibilidades, desferindo pesados investimentos, subsidiados pelo Tesouro Nacional do Brasil, busca petróleo em águas cada vez mais profundas, e embaçadas , no Cenário Geopolítico Mundial .

É assim que, após ver-se assombrada pela Primeira Crise de Abastecimento , nos anos Setenta, é que a Petrobras mergulhou fundo, encontrando promissoras reservas na Bacia de Campos e Santos , no Litoral Brasileiro, causando a Independência Energética e Tecnológica, do País, ora acrescidos pelas promissoras jazidas do Pré-sal Brasileiro , em águas profundíssimas, e de difícil acesso, mas, ainda assim, factíveis e essenciais ao Brasil, quem ameaça entrar, risivelmente, para a OPEP – Organização dos Paises Exportadores de Petróleo.

Vivessem, então, hoje, Getulio Vargas , quem deu a sua própria vida pela Empresa , ou Monteiro Lobato , quem emprestou seus personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo à Empresa, e aos mitos que desvendou, somente possível criar com a forte, e definitiva Iniciativa Estatal , enquanto se vê, ora, o Mundo mergulhar na maior Depressão , desde o “ Crash ” de 1929, em que as “ Comodites ” como os tecnocratas chamam o Minério de Ferro, a Soja, a Carne, o Frango e o Petróleo , atuais essências da Economia Brasileira, despencarem, no Jogo Sujo das Bolsas , incrédulos na frigidez de suas lapides, provavelmente, Getulio e Lobato , diriam um definitivo “ Não ”, aos que querem, agora, se apossar do Pré-sal Brasileiro , em vultuosas Joint-venture s ou em afobados Leilões das Áreas Petrolíferas do Pré-sal , em que foi a Petrobras , tão somente, quem pesquisou e prospectou.

Portanto, saudosos, ainda no ar, o cheiro, e aromas, dos Anos Dourados de 1950, em que a demanda Mundial por Energia era, ainda, eminentemente, Ideológica , e o Petróleo mero instrumento ascendente de Poder Geopolítico , a realidade do Mundo Atual é que, o Petróleo move Exércitos, e faz voarem os Aviões de Guerra, mantendo abertos seus Parques Industriais, levando ao conflito iminente as Nações.

Não foi a toa, portanto, que o Fragilíssimo Presidente Evo Morales , recentemente eleito, arrogando-se de ‘ interesses nacionais' , encampou, impunemente, as Instalações de Gás da Petrobras na Bolívia , sufocando, à luz doDireito Internacional , com a complacência do Presidente Lula , nossas termoelétricas, enquanto a Empresa, sob intenso tiroteio confiscatório , Mundo a fora, foi praticamente expulsa do Equador e da Venezuela, pela mesma fundamentação, e, agora, volta suas Plataformas de Prospecção, perigosamente, para as águas conflituosas do Delta do Rio Niger , na África do Norte, onde recrudesce uma das mais violentas Guerrilhas da África Sectarizada , sem se aperceber, no entanto, ao passo que o Tesouro paga a Conta das suas empreitadas de risco, que o “ Buraco ” da Empresa, é mais embaixo, no próprio Brasil.

Aliás, como já dizia a Campanha de Vargas :

”O Petróleo é nosso !”

 

 

OBS: Crônica Publicada Originalmente no Site www.paralerepensar.com.br

 

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO NEM DO ADVOGADO.