GRAMPO NO T.S.E.: “SERIA ESSE O WATERGATE BRASILEIRO?”

 

Por : Pettersen Filho

Dispostos no Mapa Político Brasileiro como poderes autônomos, complementares e independentes, numa trilogia que envolve também o Poder Legislativo, como ícones máximos de seus respectivos poderes, o Palácio do Planalto e o TSE – Tribunal Superior Eleitoral, compõem, cada um por seu turno, o Sitio Histórico Geográfico da Praça dos Três Poderes em Brasília-DF.

Contudo, uma pré-leitura dos boletins eleitorais que se evidenciam no atual pleito das eleições gerais de 1º de outubro de 2006 são preocupantes, trazendo no seu bojo inquietudes antes não vividas, quando a vida democrática brasileira cingia-se nos recatados boletins oficiais, rabiscados impunemente pelos arapongas do poder, ainda sob a égide do regime militar dos anos setenta, nas salas fechadas e corredores escuros do extinto SNI – Serviço Nacional de Informações, de cunho militar.

 

Assim, porquanto nos EUA em 08 de agosto de 1974 Richard Nixon era levado à renúncia pela simples descoberta de escutas clandestinas de telefone no Edifício Watergate , onde funcionava a sede do Partido Democrata, então na oposição, associadas à Casa Branca e ao seu aparato, sob controle e designíos de Nixon, aqui, ao toque dos passos de ganso e das ordens do dia emanadas nos quartéis, somente nos restava sonhar, e esperar pela tão almejada democracia, que viria anos depois.

Redigida, como redigida foi a Carta Magna Federal de 1988, desde então chamada de Constituição Cidadã, devido ao seu caráter eminentemente democrático, onde se reconhecia a vigência do ordenamento jurídico, do mandato político cidadão e a prevalência da ordem democrática, jamais se esperaria, no entanto, que sob os auspícios de tal detalhamento nos defrontaríamos hoje, em pleno regime democrático, com tamanha disfunção de poderes e ingerência do Governo, Este ou Aquele, no cotidiano político do país.

Assim, no horário nobre, as principais redes informativas de televisão popular apontam, incessantemente, mirabolantes pesquisas eleitorais, que, impar da opinião pública “ do povo ”, afora a opinião dissimulada pelos jornalistas das grandes redes de emissoras, quase sempre apadrinhadas por empresários escusos e políticos mandatários de concessões públicas, e, invariavelmente distantes dos mais tradicionais valores éticos e morais da nação, dão conta, antecipada e virtual, da vitória da atual Administração Lula, a despeito de escândalos mensalões, sanguessugas e outros mais.

Chegamos mesmo, ora, ao requinte descarado de descobrirmos escutas nos telefones dos principais ministros do TSE, incumbido de zelar por eleições livres e isentas, em ambiente tão insalubre quanto periculoso, em que a ordem constitucional e o regramento jurídico são colocados em xeque, por fim, minando as próprias instituições.

Neste ambiente infecto, em que se consubstancia a figura do “ impeachment ” ou da anulação do pleito, a serem provavelmente desfronhados nos salões iluminados do TSE, como fundo de pano, no terreno minado da política brasileira contemporânea, ontem, os senhores Gedimar Pereira e Valdebran Padilha, militantes do PT, foram colhidos pela Polícia Federal, em São Paulo , na posse de cerca de dois milhões de reais, supostamente destinados a pagar por um tal dossiê contra um dos candidatos da oposição, declarando nos autos da prisão em flagrante que o mandante seria  o Sr. Freud Godoy, um dos assessores diretos do Palácio do Planalto.

Seria esse, enfim, em tempos que roubar, chantagear, extorquir, desviar, prevaricar, trapacear, desviar e mentir deixaram de ser crime, e que usar uma camiseta do PSDB e do PFL ou um botom do PT passou a ser motivo de vergonha cívica, o tão improvável watergate brasileiro ???

Ou melhor dizendo, o nosso “ Lulagate ” tupiniquim ??

 

 

Crônica também Publicada em www.paralerepensar.com.br

 

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, ALÉM DE SÓCIO CORRESPONDENTE DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLOGIAS, POLÍTICAS E SOCIAIS DOM VASCO FERNANDES COUTINHO, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO



DEFESA DO CONSUMIDOR – CIDADANIA - PEQUENAS CAUSAS CIVEIS ???

“DIVULGUE NOSSO TRABALHO PARA QUE NÓS TAMBÉM DIVULGUEMOS VOCÊ”
REPASSE ESSE E-MAIL A UM AMIGO!