HAITI “FROST FREE” : TROPAS BRASILEIRAS SÃO ATACADAS

Por : Pettersen Filho

Dando prosseguimento há mais de três anos de intervenção no Haiti, sob o pseudo-manto protetor da ONU – Organização das Nações Unidas, Tropas Brasileiras, incumbidas do Cívico Dever de conter, calada, sem qualquer direito à expressão, a População, pobre e faminta, da Ilha, foram severamente hostilizadas pelos Haitianos, em aberta revolta popular contra a carestia de alimentos e indefinição, quanto ao futuro do País, culminando na morte de pelo menos um soldado, de nacionalidade nigeriana.

 

Ocupado por Tropas da ONU, cujo difícil papel é reestruturar o País, garantindo o Governo de René Préval, enquanto a Comunidade Internacional nada faz para melhorar as efetivas condições de vida do Povo Haitiano, a não ser exibir Tropas de Ocupação, com seus fuzis e capacetes azuis, via ONU, o Haiti mergulhou em profunda crise, da qual, parece, que as armas não vão libertar.

Estagnando em seu progresso econômico, sem os maciços investimentos necessários a reerguer o País, a População Haitiana padece, com uma das menores rendas percapitas do Mundo, enquanto suas crianças, perambulando ociosas pelas ruas, sofrem de inanição, sem escolas e hospitais, a contento.

Tendo adotado a solução fácil, via Brasil, e o envio de meras Tropas de Ocupação, a solução dos problemas no Haiti, contudo, parece passar muito ao longe da solução armada, encerrando um discurso internacional de suposta ajuda democrática, enquanto o País, na verdade, necessita não de blindados, mas de indústrias e escolas, a que empregar a sua População.

Ladeado ao Caribe, por Cuba, segundo muitos, expoente máximo de tudo o que há de ruim, do que o Comunismo pode criar, após anos e anos de indulgente Embargo Americano, o Haiti, por seu turno, deserdado pela Trágica Colonização Escravocrata Francesa, parece ser o outro inverso da moeda, sepultando em si próprio todo o mau que anos e anos de abandono, e Praticas Capitalistas , podem causar.

Parece, na verdade, o País, ser um desses enclaves negros de escravidão, em pleno Século XXI. Uma espécie de Gueto, sem o peso Ideológico de Fidel Castro, como em Cuba, ou a projeção econômica do Porto Rico , Americano, que não interessa a ninguém.

Enfim, uma dessas geladeiras duplex, tipo “ frost free ”, estacionada no meio da cozinha da casa, sem alimentos dentro, e, sem ninguém para descongelar:

Até quando, ninguém saberá, a não ser quando comecem, feito Cuba, a lançar os Balseiros ao Mar do Caribe, na distante e provável travessia para uma das praias de Miami Beach .

A única e provável solução para o povo Haitiano chegar, necessariamente, ao Primeiro e Civilizado Mundo do Desenvolvimento Econômico: Os Estados Unidos da América, para serem Landscapers, Membros das Camorras Latinas, ou Meros Garçons?

 

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, ALÉM DE SÓCIO CORRESPONDENTE DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLOGIAS, POLÍTICAS E SOCIAIS DOM VASCO FERNANDES COUTINHO, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO

 

 

 

DEFESA DO CONSUMIDOR – CIDADANIA - PEQUENAS CAUSAS CIVEIS ???

  

“DIVULGUE NOSSO TRABALHO PARA QUE NÓS TAMBÉM DIVULGUEMOS VOCÊ”

REPASSE ESSE E-MAIL A UM AMIGO !