LIBANO: “ TEU CRIME É MOHAMED !!! ”

Por : Pettersen Filho

Após sete, e cansativos, dias de prisão injustificável, finalmente foi solto, no Líbano , o Médico Brasileiro, Mohamed Kassem Omais , detido abominavelmente em fétida cadeia na Capital do País Árabe, Beirute , sem nenhuma acusação formal, e incomunicável, período em que sofreu, inclusive, sede, fome e tortura psicológica, bem própria das que são normalmente reservadas ao Cidadão Brasileiro , quando em trânsito no Exterior, tão somente por possuir um sobrenome comum, Silva ou Souza , ou Passaporte Verde/Tupiniquim , ao invés de Vermelho, como o Americano, especialmente no caso do Médico, Mohamed , ao invés de. Impressionáveis sobrenomes, Spencer ou Philips .

 

Contudo, não se chamando o tal Médico, João ou José , nomes lusitanos de fácil assimilação, entre nós, Ibéricos da América Latina, mas, sim, Mohamed , nome corriqueiro e genérico, utilizado pelos que são árabes, tão comum lá, como o nosso “ Zé” ou “Chico”, aqui, diminutivos carinhosos, respectivamente de José Francisco , no caso do Líbano , ademais, o que impressionou, na sórdida prisão, tão banalizada entre os que são Brasileiros, quando chegam, com a sua Cidadania Tupiniquim de Segunda Classe, nos aeroportos JFK, em Nova Iorque , ou de Barcelona, na Espanha, sempre olhados como bandidos, prostitutas ou imigrantes clandestinos, em que são, quase sempre, sumariamente detidos ou remetidos de volta, sem qualquer explicação, como foi o caso da Mestranda Brasileira em Física pela USP, Patrícia Camargo Magalhães, quem participaria de um Congresso, com passagens pagas por uma Instituição Oficial, Fapesp- Fundação de Amparo a Pesquisa, mas que foi detida, interrogada e remetida de volta ao Brasil, confundida com uma prostituta na Espanha, ganhando, assim, maior notoriedade o caso do Médico Mohamed , no Líbano, também um País Polêmico, quanto a sua condição de Sub-cidadania, que têm os Libaneses, sempre olhados com Desconfiança Ocidental nos aeroportos da Europa ou da América, desde o 11 de Setembro e de Bin Ladem , foi que a Guerra Fria , ora praticada no Líbano, finalmente, também nos atingiu.

País Progressista, até a eclosão do Conflito Árabe/Israelense, com o surgimento do Estado Judeu de Israel, em 1948, açodadamente invadido por Israel em meados da Década de Setenta, quando os Israelenses tentavam proteger as Milícias Cristãs, suas aliadas, contra o Governo Libanês e a OLP – Organização de Libertação da Palestina, o Líbano está no Centro do Mundo, desde a Idade Antiga, sendo seu Território, estratégico, disputado por Povos Árabes, Romanos, Turcos, Fenícios, Gregos, e, finalmente, colonizado pelos Franceses da Entende Cordiale , quando, acordo entre os Franceses e os Ingleses dividiram o Mundo Colonial entre si, ainda no inicio do Século XX, cabendo, então, a França a sua Colonização, diga-se “ Domínio ”, até finais da Segunda Guerra Mundial, em que trouxe grato desenvolvimento ao Pais, ao ponto de Beirute ser chamada de a “ Perola do Oriente ”, antes da Invasão Judia.

Foi exatamente esta a Grande Tragédia no Líbano, a Invasão de Israel, em que o País foi arrasado, assolado por verdadeira Guerra Civil , de que os Israelenses se aliaram às Milícias Cristãs, contra a OLP, e, em mais um lance da Guerra Fria, em que as Potencias Ocidentais, EUA e Israel, disputavam o Território, e, a URSS, Grande Potencia do Oriente, se aliou aos Árabes, via Invasão Síria, para repelir Israel, o que se tornou: a “ Ocupação Síria do País ”, até remotos do ano retrasado, outra Grande Tragédia, que perdurou por mais de duas décadas, quando, finalmente a Síria, pressionada, desde o atentado que matou o Primeiro Ministro Shafic Hariri , Pró-ocidente, retirou suas tropas do País, mas, até hoje influenciando o Líbano.

O resultado, desde Imenso Xadrez, em que intervêm no Líbano, de um lado EUA, União Europeia e Israel, e de outro lado, marcadamente Síria e Irã, é que o País está, já, há mais de um ano sem Governo, em que não se entendem uns, e seus apoiadores diretos, e outros, também apoiados por outros tantos, obtendo como saldo uma Nação Profundamente Dividida , tragédia agravada com a Última Guerra, a do ano passado, em que se defrontaram o Hezbollah, Pró-Irã e o Estado Judeu, em Guerra Fratricida de mais de um mês, causando ainda mais destruição ao País, já, profundamente dividido, segundo o mais legitimo interesse estrangeiro, na tese praticada desde as Legiões Romanas, por Augustus César, do “ Dividir para Governar ” .

Quis a sorte, nesta Sopa de Letras Internacional , que o Médico Mohamed Kassem Omais, com dupla cidadania, Brasileira e Libanesa, viajasse para a área do Conflito, justamente envergando o Pavilhão de um nome árabe, Proibido no Ocidente, aeroportos a fora.

... É, Doutor Omais: Chamar-se Mohamed , foi o seu maior crime.!

Enfim, parafraseando o Poeta Modernista Carlos Drummond de Andrade , em “ Poema de Sete Faces ”, quando atacou a métrica exata e a sonoridade da poesia arcadiana: “ Mundo, Mundo, Mundo. Vasto Mundo. Mundo imundo. Se eu me chamasse Raimundo seria uma rima, mas e daí ? 

Meu nome é Mohamed !?

 

FACEBOOK : https://www.facebook.com/antuerpio.pettersenfilho.5 

 

Crônica também Publicada em: www.paralerepensar.com.br 

 

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, ALÉM DE SÓCIO CORRESPONDENTE DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLOGIAS, POLÍTICAS E SOCIAIS DOM VASCO FERNANDES COUTINHO, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO

 

 

 

 

DEFESA DO CONSUMIDOR – CIDADANIA - PEQUENAS CAUSAS CIVEIS ???

  

“DIVULGUE NOSSO TRABALHO PARA QUE NÓS TAMBÉM DIVULGUEMOS VOCÊ”

REPASSE ESSE E-MAIL A UM AMIGO !