4º REICH : “ISRAEL CHAMA BRASIL DE “ANÃO DIPLOMÁTICO...”

Por : Pettersen Filho

O simples fato de o Brasil  haver chamado o Embaixador em Israel, para “Consultas”, o que, em Bom Português,  equivale a um “Puxão de Orelhas”, na Linguagem Diplomática Internacional, tido como uma Desfeita, de uma Chancelaria, para com a outra, causou profunda irritação no Governo de Israel, diante do crescente Genocídio que aquela Nação realiza contra o Povo Palestino, em Gaza. Assim é que, quebrando todo o Protocolo, a cerimônia e moderação, com que normalmente se dirige, em nível Internacional, um País à outro, em represália, diante do manifesto descontentamento por parte do Brasil, cujo Governo segue, mesmo que não o faça internamente (quando, Discursa para o Povo – Bolsa Família e outros ínfimos Programas Sociais, e Governa para os Bancos – Taxa de Juros altíssimas), no Plano Internacional, a Cartilha Bolivariana do PT – Partido dos Trabalhadores...,

 

...ao passo que, o próprio Conselho de Segurança da ONU, dominado pelos EUA, faz vistagrossa, ou, pelo menos, afirmaçõesdúbias, em suas “Decisões”, ao ponto que, ao mesmo tempo em que “Condena” em tese, o atual Massacre, tendo  de um lado, um ExércitoRegular, o de Israel, contra as ModestasMilícias do Hamás, na Faixa de Gaza, do outro lado, no entanto, declara que reconhece o Direito de Israel em se Defender, etapa, a essa altura, após duas semanas de Campanha, mais do que, já, ultrapassada por Israel, ao invadir Gaza com Tropas Terrestres, em sangrento conflito assimétrico, no qual  o Povo Palestino, na sua grande maioria, Civis, Mulheres, Velhos e Crianças, em meio aos dois lados beligerantes, é a maior Vitima, quando, nem mesmo as GrandesPotências, Rússia, China, Índia e Europa, ousam se meter em tal discussão, a Chancelaria  Israelense, sem pompa e cerimônia, disse, com todas as letras que o Brasilnãoreconhece o Direito de Israel em se defender, chamando-o de “Anão Diplomático”

 

Em repulsa meramente retórica, a Chancelaria Brasileira alegou que reconhece tal Direito, mas que considera o revide Israelense desproporcional.

Expressão que, por licença poética, me utilizo, ao abrir a presente Matéria, referindo-me à Israel como sendo o “4º Reich”, Sucessor Direto do Regime de Adolf Hitler, da Alemanha da Segunda Guerra Mundial, dos Campos de Concentração, da Gestapo e do Nazismo, expressão que ouvi pela primeira vez do Escritor Celso Lungaretti (http://naufrago-da-utopia.blogspot.com.br/2014/07/confirmado-israel-e-o-4-reich.html ), a qual, penso, aplica-se perfeitamente ás praticas Israelenses contra os Palestinos, em Gaza, cujo Território há muitos anos cercado por um Embargo Judeu tacanho, e total, que reporta os piores Guetos de Varsóvia, e os Campos de Concentração de Hitler, não há como, mesmo ao pacato “Anão Diplomático”: Brasil, em sua pouca Estatura Internacional, País de vocação Pacifista, deixar de conotar tal Massacre, como o perpetrado por Israel.

Ainda que fosse a demanda, mera questão de Proporcionalidade, ou “Tamanho”, em que defronta-se um Exército Regular, dos mais bem treinados do Mundo, regiamente equipado pelos EUA, com uma População de cerca de Seis Milhões de Judeus, contra pouco mais de Um Milhão de Palestinos, encarcerados em Gaza, defendidos não mais do que por artesanais rojões e foguetes caseiros, há que se lembrar, contudo, mesmo sendo Israel , ao contrário do Brasil, um “Gigante Diplomático”, a Fabula, ou a  História, a que os próprios Judeus, Invasores da Terra Palestina, Estado Artificial criado pelo Ocidente, para contrapor os Árabes, e o Petróleo, no Oriente, em Terras Palestinas, por mais “Fortes” que sejam, razão não lhes assiste: o próprio David Bíblico, Herói Hebreu, embora sendo Pequeno, venceu o Gigante Golias...

Fato que, contudo, Moralmente, esquecem-se os Judeus, “Gigantes Diplomáticos”, e da carnificina que ora se dá em Gaza.

Dessa forma, penso que, finalmente, o Brasil adquiriu maturidade, tornando-se, no caso da Palestina, um Gigante  Diplomático.

Nessa hora, sinto Orgulho de ser Brasileiro !

 

Sobre o tema, leia também:

http://www.abdic.org.br/index.php/310-guerra-assimetrica-israel-bombardeia-palestina

http://www.abdic.org.br/index.php/312-arquivo-palestina-194-razoes-para-a-criacao-de-um-estado-palestino

 

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO. 

 

DEFESA DO CONSUMIDOR – CIDADANIA - PEQUENAS CAUSAS CIVEIS ???

  

“DIVULGUE NOSSO TRABALHO PARA QUE NÓS TAMBÉM DIVULGUEMOS VOCÊ”

REPASSE ESSE E-MAIL A UM AMIGO !