JOÃO DORIA RENÚNCIA CANDIDATURA: “O CONTO DA PÍLULA DOURADA...”

  • Imprimir

Por : Pettersen Filho

Fenômeno Eleitoral em São Paulo, semelhante ao que trouxe, no rastro de Jair Bolsonaro, em 2018, à Presidência da República, junto com Witzel, no Rio de Janeiro, Zema, em Minas Gerais, e outros Brasil a fora, que, tão logo eleitos, logo trataram de sair da sombra do Polêmico Presidente, antes, notórios desconhecidos, sem tradição na Política, surfando na onda de renovação que levou Bolsonaro ao Poder, Justiça seja feita, João Doria, que acaba de renunciar a sua Candidatura à Presidente da República, no seu caso, eleito muito antes Prefeito de São Paulo, em 2016, pelas suas próprias pernas, que usam calças apertadas, tal renúncia é o fator súbito, mais novo na atual disputa presidencial.

 

 

Visto, logo nos seus primeiros dias, como Prefeito de São Paulo, outrora Empresário de sucesso e dono de agressivo marketing político, andando pela Cracolândia, buscando Justiça Social, ou lavando calçadas e pintando meios-fios, junto com os Garis da Capital Paulista, de que, menos de dois anos depois, sentindo-se seguro, abandonou, para ser Candidato Vitorioso ao Governo Estadual, em 2018, colando a sua imagem à Bolsonaro, como fizeram Witzel, preso, e Zema, mais Empresário do que Político, bem cotado à reeleição em MG, Dória foi levado ao ostracismo pelo seu próprio Partido, o PSDB, desde aqueles primeiros dias, como Prefeito, no entanto, ficou claro para mim que Doria, como de fato, não passava de uma espécie de Pílula Dourada, remédio inexistente e ineficaz para tudo, possuidor de imagem meramente construída.

 

Levado para a Gaveta Oculta da Política, tão logo protagonizou com Bolsonaro, a “Cura” da COVID 19, se pelo Butantã Paulista, ou se pela sangria de verbas federais de Bolsonaro, foi no entanto o próprio PSDB, com seus Caciques, majoritariamente paulistas, que o expurgaram, quando se aliou ao PSDB, para chapa única, alude-se Simone Tebet, como 3ª Via, e a própria cooptação de Geraldo Alckimim, último Governador Paulista do PSDB, que capitulou à Candidatura do Corrupto Lula, enfim, tiro de misericórdia na Crença de Dória de que Gnomos, na Política, existem.

 

Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC