GUERRA NA UCRÂNIA : “BIDEN AUMENTA A APOSTA AMERICANA...”

Por : Pettersen Filho

Acostumados, desde os tempos da Guerra Fria, e do antagonismo ideológico entre URSS e os EUA, Pais continental, confortavelmente instalado no Norte do Continente Americano, cercado em um extremo pelo inofensivo México, e noutro, pelo passivo Canadá, separado do resto do Mundo pelo Oceano Atlântico e Pacifico, sem nunca, jamais, haver sido invadido, ou assistir Tropas inimigas desfilando em seu Território, à menos o ataque surpresa de Pearl Harbor, adeptos que são às Guerras por Procuração, tais como a da Síria ou do Iêmen, onde, invariavelmente apoiam um lado, em detrimento ao outro, quase nunca enviando soldados seus, mas, alimentando os conflitos, com ajuda financeira e militar, os EUA acabam de dobrar as suas apostas na Ucrânia, anunciando uma ajuda imediata de cerca de 800 milhões de dólares, reiterados por outros cerca de 13 bilhões ao Leste Europeu, para confrontar a Rússia, adicionais a remessa de armamentos anti-tanques e aéreos, numa intervenção, não tão dissimulada no conflito, do outro lado do Oceano Atlântico, em solo Europeu.

 

 

Famosos em sua Geopolítica intervencionista, sempre prontos a promover uma quartelada na América Latina, Brasil 1964, Chile 1973, ou uma Revolução Colorida na Líbia ou no Egito, de acordo com seus interesses, como a própria Ucrânia, cujo Governo Fantoche o Comediante Zelensky, o qual lhe prometeram mundos e fundos, ingresso na OTAN e na Zona do Euro, mas que, tão logo o velho Urso Russo afiou os dentes, e adentrou a Ucrânia para rechaçar o perigo da anexação a OTAN, os EUA, num primeiro momento, após enviar mananciais moderníssimos de misseis e munição à Ucrânia, depois das ameaças atômicas de Putim, de que puniriam os interventores no conflito, aparentemente, recuaram, para agora, novamente, avançar.

 

Historicamente, o País que mais intervenções fez no Mundo, desde a Segunda Guerra Mundial, um Exército covarde, que lançou Bombas Atômicas no Japão, não-nuclear, e que somente desembarcou na Sicília e na Normandia, depois que o Exército Vermelho avançara desde os Montes Urais, na Rússia, passando pela própria Ucrânia, Polônia e Tchecoslováquia, reduzindo a pó o Exército de Hitler, ao custo de mais de dez milhões de perdas humanas, os EUA parecem decididos a mexer no vespeiro que é a Rússia, se acuada.

 

Isolada internacionalmente, sancionada, e coagida, certo é que a Rússia reagirá...

Pobre Europa, transformada em Bucha de Canhão, segundo os mais escusos interesses da hegemonia americana, custe o que custar, trazendo, mais uma vez, a Guerra ao solo do Continente.

Afinal, quem cobrirá a aposta de Biden, ou pagará para ver ?

Segue o Jogo!

 

PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO.