“INCONFIDENTE MINEIRO” : UMA CACHAÇA QUE FALA “UAI” !

  • Imprimir

Por : Pettersen Filho

Tão inerente às Montanhas e Vales de Minas Gerais, como o queijo e a rapadura, a Cachaça Mineira é referência Mundial como bebida, em alguns casos possuindo esses produtos selos de qualidade, ou de origem, sendo nacionalmente conhecida a Cidade de Salinas/MG, como a produtora das melhores do País, e, é exatamente de Salinas que vem o mais celebrado dos produtos comercializados pelo Cerimonial, Restaurante, Bar & Hostel “Inconfidente Mineiro”, a mais pura cachaça, exclusividade do Hostel, feita originalmente apenas para presentear os amigos, e ser souvenir dos Hóspedes do Hostel, de quem pega emprestado o nome, mas que, acabou sendo o carro chefe, bem ao lado da programação cultural, culinária, comida e a aconchegante hospedagem oferecidos.

 

 

Condicionada em garrafas de 600 ml, dessas comuns, tipo “cerveja”, a cachaça “Cerimonial Inconfidente Mineiro”, somente ali encontrada, é item indispensável aos que visitam Belo Horizonte, o Restaurante & Bar, podendo também ser apreciada junto ao almoço, de segunda à sábado, servido à moda mineira, Feijão Tropeiro, Tutu & Torresmo, Frango com Quiabo & Angu, além de outras maravilhas preparadas por Alexandra P. Forattini, que não abre mão, ela mesma, de acrescentar aos pratos o seu tempero.

 

Com sucessivas remessas, sempre bem curtidas, amarela-imburana, ou branca-madeira, com diferencial não só de cor, mas de paladar, dependendo da madeira em que é curtida, a cachaça Inconfidente Mineiro, podemos dizer: Fala “Uai”, “Trem”, “Sô”, no mais inteligível e bucólico “Minerês”

Enjoy: www.inconfidentemineiro.com.br

 

PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO. -