CHACINA EM GAZA: ISRAEL, UM ESTADO NAZIFASCISTA NO ORIENTE MÉDIO !?

Por : Pettersen Filho

Completando hoje mais de  Sessenta Anos de Fundação , desde 1948, quando a Palestina foi dividida pela ONU – Organização das Nações Unidas, sob influência Americana, expulsando do Território mais de um milhão de Árabes, enquanto os Judeus têm o que comemorar, a Palestina vive seu “Verdadeiro Holocausto” , á partir dos bombardeios diários que sofre praticados assimetricamente pelo Estado Judeu, causando aos Palestinos de Gaza o mesmo sofrimento que um dia lhes causou Hitler e o próprio Nazismo.

Só não enxerga quem não quer ver!

 

Longe dos fogos de artifício disparados pelos reluzentes canhões de Israel, enquanto uma Civilização Inteira é asfixiada pelo embargo de energia e alimentos, provindos do Estado Sionista, há, ocorrendo, um Verdadeiro Genocídio.

 

Contudo, nada é mais vergonhoso, no Mundo Moderno, que o Muro que separa famílias, esfaceladas, e cidades inteiras, entre a Cisjordânia e os Territórios Ocupados por Israel:

Criado como Conceito de Propriedade Particular, ou Estatal, provavelmente, desde que o primeiro homem da antiguidade desenvolveu, ainda que primariamente, o Instinto de Posse , como marco divisor e delimitação, desenvolvendo laços de Propriedade , estabelecendo Feudos e Serventias, até se transformar-se no Sistema Perverso que hoje conhecemos como Capitalismo , muitas Cercas e Muros, desde então, foram soerguidos no Mundo, estabelecendo valoração à Propriedade , Crime Capital em todos os Códigos, diante de ofensas, antes mesmo do Homicídio ou Estupro, Planeta a fora.

Primeiro, os Muros feitos de bambu, ou pedras amontoadas, para delimitar propriedades, casas ou glebas...

Depois, para circundar feudos, vilas, cidades, reinos, Muros, para países inteiros...

Alguns, dos muitos Muros, entretanto, construídos pelo Homem ao longo da sua existência, se notorizaram, como, por exemplo, os do Tempo da Guerra Fria , como o famoso Muro de Berlim , logo batizado de: “ O Muro da Vergonha ”, que dividiu em duas, anos a fio, a mesma, e única, Nação Alemã , ao fim da Segunda Guerra Mundial, com a anexação da Alemanha Oriental pela União Soviética...

... outro Muro, inesquecível, esse simbólico e emblemático, foi a “ Cortina de Ferro ”, uma espécie de Muro Imaginário, que separou por décadas, e em alguns casos, ainda, separa, a Europa Ocidental, Capitalista , da Europa Oriental, outrora Comunista .

Contudo, na História Humana , nenhuma outra obra segregatória teve maior dimensão física do que a legendária, e palpável: “ Grande Muralha da China”, possível de ser enxergada mesmo do Espaço, tamanha a sua grandiosidade, o que, entrementes, não impediu que a China fosse subjugada pelos Mongóis, contra quem foi edificada.

Mormente, outras Muralhas, menos perceptíveis, continuam vigentes no Mundo Atual, sem que necessário seja o emolduramento de tijolos e o rejunte de argamassa, para sua edificação, quais sejam: A inadmissível barreira invisível que separa os Países Ricos , do Hemisfério Norte, dos Paises Pobres, do Hemisfério Sul, além das Cercas Farpadas que separam homens, ainda hoje, devido a convicções de Credo Religioso, Cor e Raça.

Criado, como já dissemos, em 1948, o Estado de Israel , no seu advento, teve como proposta original o Justo estabelecimento de um Local Seguro , onde os Judeus pudessem curar as feridas abertas do Holocausto Nazista, dos crematórios e campos de concentração da 2ª Guerra.

Não obstante, após um duro e severo começo, saídos dos escombros, e vencedores de pelo menos dois grandes conflitos, a Guerra de 1967, em que conquistaram o Sinai, e a de 1973, do Yon Kippur, em que conquistaram os Territórios Ocupados, todas contra os Árabes, e usufruindo de pleno, e desproporcional, apoio, militar e financeiro, dos EUA, finalmente prevaleceu hegemonicamente na Região o Estado de Israel.

Outrossim, lembrando o Compositor Brasileiro, Zé Ramalho da Paraíba , talvez, espelhado nas constantes Intifadas , (Revoltas Populares Palestinas), contra a Ocupação Israelense, e o Holocausto que provoca: “Eu vejo bem mais do que Pedras na Mão. Dos que vivem calados. Pendurados no tempo. Esperando o Momento, na Fundura do Poço, na Garganta do Fosso, na voz de um Cantador...”

Penso que, Sessenta Anos após a Gênese do Estado Hebraico: “A Caça virou Caçador. Quem antes era Oprimido, hoje, representado por uma Estrela de Seis Pontas, “A Estrela de Davi”, Oprime, a ponto de causar inveja, adormecido em seu Túmulo , ao próprio Hitler”

Não há, ao meu sentir, o que Comemorar !!!!?

 

Texto originalmente Publicado em www.paralerepensar.com.br

ANTUÉRPIO PETTERSEN FILHO, MEMBRO DA IWA – INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION É ADVOGADO MILITANTE E ASSESSOR JURÍDICO DA ABDIC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DEFESA DO INDIVÍDUO E DA CIDADANIA, QUE ORA ESCREVE NA QUALIDADE DE EDITOR DO PERIÓDICO ELETRÔNICO “ JORNAL GRITO CIDADÃO”, SENDO A ATUAL CRÔNICA SUA MERA OPINIÃO PESSOAL, NÃO SIGNIFICANDO NECESSARIAMENTE A POSIÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, NEM DO ADVOGADO.