2 X 2 NA LUTA DO BEM CONTRA O MAL : “ 2º TURMA JULGA A SUSPEIÇÃO DO JUIZ MORO...”

  • Imprimir

Por : Pettersen Filho

Julgamento ainda inconcluso, nessa Terça Feira 09/03, devido ao pedido de vista de um dos Ministros do Supremo STF, versando sobre a eventual Suspeição, ou seja, imparcialidade, do então Juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, recentemente declarada Incompetente, cinco anos depois de iniciado, julgado e transitado em julgado o Processo, que levou Lula à cadeia, restou no dia de hoje inacabado, prevalecendo empate no julgamento, ainda pendente do ultimo voto do Ministro que requereu vista, pondo ponto, aparentemente, final, na questão, após decisão do Ministro Fachim, em outro processo, Habeas Corpus, absurdo, que anulou todas as condenações contra Lula, por entender incompetente o Juízo do Paraná, diga-se Sérgio Moro. 

 

Juiz Probo, idôneo, com atuação drástica e impecável na Justiça Federal do Paraná, junto com os Promotores da Lava Jato, que desmascarou Lula, desvendou os esquemas do Petrolão, da Oderbrecht, da OAS, e do Propinoduto do Lula, repatriando vários Milhões de Dolares desviados pela Quadrilha do PT – Partido dos Trabalhadores, na verdade, ora, quem está em Julgamento, não é nem Lula, nem a  possível Suspeição do Juiz, mas, numa verdadeira Inquisição, versão moderna da Caça as Bruxas feita pela Igreja Católica da Idade Média, diante da Reforma Anglicana, porquanto o Juiz Moro, talvez mordido pela mosca azul do poder, num ato falho, surfando em altíssima onda de popularidade, a mesma que levou, numa cruzada nacional de combate a corrupção, Bolsonaro ao Poder, destarte, à convite, integrado por certo tempo, o próprio Governo eleito, de quem, por princípios éticos,  depois divergiu, não deixa, contudo, tal julgamento, de ser uma espécie mórbida de Punição, dos próprios Ministros supremos, por haver um “juizinho” provincial do Paraná, sobrepor-lhes a importância, numa perspectiva anômala de que, agora, o Ladrão Lula, quer encarcerar o Juiz Honesto, inversão de valores mais do que Tupiniquim, como que se o Diabo estivesse, como de fato, tomando conta do Céu.

 

Julgamento que o julgará a própria História, eu lhes pergunto: Que Juiz, então, de Comarca do Interior ou de Primeira Instância, Estadual ou Federal, doravante, vai aceitar Denúncia, processar ou prender, diante das tais Leis Anticrimes, que os pune depois, ou Promotor de Justiça, diante das atuais Leis de Abuso de Autoridade, que os foca e reprime, vai Representar contra a atual corja de Políticos brasileiros, ou diante tais Ministros, que os perseguirão depois ?

 

Ao meu modesto ver, nem lula, nem Moro, e tampouco o Brasil, não mereciam tal destino... ?

 

Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC