“ É FANTÁSTICO !” MORO CONCEDE ENTREVISTA À REDE GLOBO DE TELEVISÃO...

Por : Pettersen Filho

Juiz de Direito, Pessoa, que até ainda ontem eu admirava, e respeitava, pelo seu aparente Caráter, e Linha Dura, ao combater o Crime Organizado, sobre tudo a Corrupção, durante a Operação Lava Jato, que retirou a Petralhada Petista do Poder, via Urnas, pelo que ficou evidenciado nas investigações, Sérgio Moro, ao sair do Governo Bolsonaro, com quem comungou durante quase um ano e meio de cumplicidade, que detinha, quase que como um Sultanato o Ministério da Justiça. ao comportar-se no Executivo, aparentemente como um, ainda Juiz, sem perceber que o Governo possui lado, adere a teses, e deve Fidelidade, fiel apenas aos seus, ainda que louváveis princípios, ao melhor estilo “Big Brother”,  concedeu entrevista, quase, poderíamos dizer, na linguagem judicial “Delação Premiada” ao Programa Fantástico, misto de pirotecnia e arte plástica, da Rede Globo de Televisão, jogando por terra toda a sua biografia, num conluio de cumplicidade e silêncio retumbante, conforme ficou evidenciado.

 

 Juiz probo, Homem digno, Sérgio Moro, com cartas brancas de Jair Bolsonaro, infelizmente não soube ver que o Executivo, em maior escala, como também o é o Judiciário, é um Poder Político, uma Ilha de Poder, cercada por Inimigos de todos os lados, e não pugnou, aparentemente, escolher o seu lado, enquanto a Matilha cerca e extorque  Bolsonaro, nem que seja a pretexto da Democracia ou da Constitucionalidade, aparentes, alegando para tanto, na entrevista umas tais “Verdades Inconvenientes”, reportando a saída do Coaf do seu Ministério, e suposta pouca vontade política quanto a Lei Anticrime, todas elas, na verdade, Decisões do Congresso e STF, artistas em manter o status quo dos Corruptos no Brasil.

Chefe do Estado Maior, Bolsonaro, embora isentasse Moro de interferências, ou ingestões, não soube, nem podia, deixar que Moro, com toda sua reconhecida bagagem, e História, mantivesse-se como um Juiz, isento e imparcial, no cargo, enquanto seus opositores botavam fogo no circo, sendo direto dele, Presidente, modificar Ministros, Diretorias e Chefias, sem que isso implique em suposta interferência na Polícia Federal, ou qualquer outra, mas, a mais pura competência e atribuição do Cargo de Presidente, sendo os demais de sua Confiança, ou não, como passou a ser o seu caso.

Juntando-se a Matilha, e a própria Rede Globo de Televisão, que quer ver seu antigo Poder de volta, cobrar para falar bem do Governo, como não é o caso, Moro desmoronou...

Na verdade, penso, ele não saiu do Governo, se demitiu quando viu que ia ser exonerado, informa-nos o Vídeo da Reunião Governamental, onde ele foi escrachado.

É, realmente Fantástico !

 

Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC