COVID-19 : “PANDEMIA PLANETÁRIA AMEAÇA O CAPITALISMO E A GLOBALIZAÇÃO”

Por : Pettersen Filho

Inicialmente batizado de “Corona” Vírus, Doença surgida em região densamente povoada da China Comunista, que levou a quarentena absoluta de mais de quinze milhões de pessoas, a fim de conter a sua disseminação, posteriormente chamada de “COVID-19”, quando já ganhou a conotação de Calamidade Mundial, “Pandemia”, provavelmente numa referência a “Pangeia”, como era chamado o único Continente que colonizava o Planeta Terra*, antes da grande placa continental se diluir, e formar hoje os continentes, que conhecemos, como América, Europa, Ásia, África e Oceania, tamanho o seu alcance, que transformou o Mundo Globalizado em quase uma Aldeia, em face à facilidade dos transportes e a instantaneidade das comunicações, ameaça, na verdade, a abrupta diminuição da população planetária, como nunca antes visto, como também, é golpe mortal no Capitalismo, e suas instituições, qual sejam, o lucro fácil, a mais valia, e o completo desprezo a vida humana.

 

 

Fenômeno comparável a Peste Bubônica, a Varíola e a Febre Amarela, no Mundo antigo, justamente quando a Humanidade ensaiava as suas primeiras cidades, e aglomerações, justamente, quando foi criado o termo “Quarentena”, em que navios eram obrigados a guardar isolamento, nas baias e portos, por quarenta dias, genericamente, período de maturação de tais doenças, desprezada a Medicina moderna, microscópios computadorizados, espectrofotômetros de ultima geração e acordos de livre comércio transcontinentais, o Covid-19, ineditamente, acaba de impedir o intercambio entre América do Norte, e Europa, isolou sessenta milhões de pessoas na Itália, sob quarentena, impedidas de sair do pais, e transitar na Europa Livre, expondo, de resto, as vísceras do próprio Capitalismo, em que, microprocessadores, e fusíveis, eventualmente fabricados na China, são incapazes de alcançar, por exemplo, os EUA, jogando no precipício Bolsas de Valores, e índices econômicos de todo o Planeta, tornando inócua a Geopolítica Mundial, e a eterna disputa Oriente x Ocidente.

 

Hecatombe Mundial, que nem a Bomba de Hiroshima, ou Nagasaki, conseguiram, em tal escala, e num só golpe, afligir perdas ao inimigo, capaz, mesmo, de no Brasil provinciano, de um Sistema de Saúde Público precário, incapaz de combater simples doenças, como a Dengue ou a Malária, sequer competente para distribuir água potável e esgoto a sua população, enfrenta agora, também, o risco democrático, a pretexto da tal doença, de se quer poder mobilizar, Dia 15/03, a sua população, diante da eminência de grandes aglomerações, ou ir às ruas, em razão do seu atual Executivo, o Presidente Bolsonaro, aparentemente, também acometido pela doença, de gritar, “Foda-se Corona Vírus: Abaixo Chantagista Congresso Nacional !”

Arma Biológica Doutrinária, Controle Populacional Cibernético, Vírus Darwiniano Censitário que, pretende matar, Pobres, Doentes e Negros:

É o Fim do Planeta ! ?

Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC

OBS: Pandemia : Do Latím, "Pan" Todo, "Demia" Povo