PROJETO “POESIA ITINERANTE: INCONFIDENTE MINEIRO”

  • Imprimir

Por : Pettersen Filho

Parceria estabelecida entre o Consagrado Músico, Cantor & Compositor, Maurílio Marks, Autor do DVD “Simplesmente Ébano”, Lançado em Agosto/2019 no Cine Theatro Brasil Vallorec, em Belo Horizonte/MG, com composições autorais, e o Cerimonial & Hostel Inconfidente Mineiro, levarão Poesia & Musica ao interior de Minas Gerais, em 2020, especialmente à Cidades Históricas, como Ouro Preto, Mariana e Congonhas do Campo, levando consigo, a pelo menos um Domingo do Mês, Sarau de Poesia Itinerante, a uma dessas Cidades, cujo cronograma será em breve anunciado.

 

 

Projeto que pretende levar Arte & Cultura à todos os rincões de Minas Gerais, a exemplo do que já acontece, todo 1º Domingo do Mês, no próprio Hostel, Sarau de Poesias que acolhe Poetas, Artistas, Escritores e Performances do Brasil inteiro, normalmente agregados a eventos no Hostel, que já recebeu Espetáculos com Paulinho Pedra Azul e Rubinho do Vale, por exemplo, junto a hospedagem que oferece, no Hostel, também voltado a Concursos Públicos, realizados em Belo Horizonte, eventos desportivos, no Mineirão e Mineirinho, Volta da Pampulha, e outros mais, o Projeto pretende divulgar, no interior do Estado, as atividades culturais do Hostel.

 

Contando com a Parceria, e Amizade, do Compositor Maurílio Marks, podendo trazer, também, Parceiros outros, o Hostel já está cadastrando Bares e Restaurantes que desejem, nessas cidades, estabelecer Parcerias, onde o Hostel entrará com o Evento, arcando com os Artistas convidados, e, tais Estabelecimentos com o Espaço e Serviço, lucrando com a atividade, nesse caso, praticamente gratuita, em que caberá ao Hostel a realização, em si.

 

Quem viver verá: Habilitam-se...

 

Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC.