O BRASIL NA OCDE : “ O ESTRANHO APOIO E DONALD TRUMP...”

Por : Pettersen Filho

Tendo como Pré-condição a saída da OMC – Organização Mundial do Comércio, quem gere o Comércio Mundial, inclusive, ora gerida por Brasileiro, certame onde o Brasil já ganhou várias causas milionárias contra os próprios Estados Unidos, em questões como o Algodão e o Aço, devido a sobretaxas impostas pelos americanos, porquanto encontra-se, exatamente nesse instante, o Vice-presidente do Brasil, General Mourão, na China, Rival Mundial dos EUA em questões de Comércio, oportunidade em que ressuscitou Comissão Sino-brasileira para dinamizar o Comércio entre Brasil & China, causa-nos, no mínimo, estranheza, verificar o inusitado Apoio Americano, declarado ainda hoje, à entrada do Brasil na OCDE, Clube dos Países Riquinhos do Ocidente.

 

Pleito antigo do Brasil, como é a eventual entrada no Conselho de Segurança da ONU, o que é risível, posto que só possível às Grandes Potências, detentoras de Bomba Atômica, o que não é o caso do Brasil, inclusive promessa de Donald Trump, assim que cortejado por Bolsonaro, quando da sua visita à Casa Branca, ainda no começo do seu mandato, a quem foi pedir “Amém”, foi contudo a tal “Promessa”, mera bruma, palavras ao vento, dessas que se perde no tempo e no espaço, não fosse a atual Guerra Comercial entre EUA x China, podendo o Brasil, se souber jogar, ganhar muito com isso...

País completamente afeto as exportações brasileiras, a China, para quem exportamos minérios, proteínas, soja e milho, concorrendo diretamente com os próprios EUA, o “Apoio”, ora, nos parece completamente suspeito, tendente a se perpetuar no tempo, sujeito ao crivo de tantos outros Países da OCDE, o que não é o caso do Acordo Brasil/China, de interesse imediato e mutuo entre os dois países, dependendo tão somente dos seus respectivos governos.

Esmola muita, já diz o Ditado, o Santo desconfia.

Afinal, no xadrez internacional de alianças e guerra, ninguém é santinho, a não ser, parece-nos o caso, Donald Trump, para quem vamos vender muita soja e milho ?

Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadã”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC.