QUARTA FEIRA, 15/11 : “PRIMEIRO SARAU POÉTICO DA PROCLAMAÇÃO” NO INCONFIDENTE MINEIRO BAR

Por : Pettersen Filho

Numa tendência que deve se incorporar a sua Pauta de realizações o Hostel & Cerimonial “Inconfidente Mineiro”, também Restaurante, que já realiza um Sarau de Poesias, a cada Primeiro Domingo do Mês, denominado “Inconfidente Mineiro”, acaba de agendar o “Primeiro Sarau Poético da Proclamação”, alusão ao Feriado de Quarta Feira, 15/11, data em que se comemora a “Proclamação da República”.

 

Pratica que deve se incorporar ao seu Calendário, assim como passará a fazer nas principais datas cívicas do Brasil, Inconfidência Mineira, Sete de Setembro, e outras, com abordagem não necessariamente oficial, ou assimilando os fatos assim como foram escritos nos Livros de História, tal Sarau se prestará a fazer, mediante Poesia, uma abordagem critica da tal Data, motivando entre os Participantes, Músicos, Artistas e Poetas, uma visão mais critica sobre o evento histórico, preenchendo o possível vazio político que geram esses feriados, normalmente dedicados a bebedeira e a descontração, legado algum deixando, a não ser o feriado pelo próprio feriado, em si.

Sarau Poético apartidário, sem legendas ou Partido Político, é evento destinado a reunião de Amigos, Cerveja Gelada e muita, muita Poesia.

Nesta versão inicial, contando com a Participação musical mais que especial do Musico, Cantor e Compositor Jota Vieira, Ex-rádio Inconfidência, e muita MPB, o “Sarau da Proclamação” será aberto a participação de todos, das 13:00 às 17:00 hs, à Av. Deputado Anuar Menhem, 1075 – Bairro Santa Amélia – Belo Horizonte – MG, oportunidade em que o Restaurante também estará aberto para os que queiram almoçar.

 

Para os que são de fora, e desejam participar, o Hostel possui acomodações, Suítes de Solteiro e Casal, que já disponibiliza aos interessados.

Informações no Zap (31) 996650965 ou no site Inconfidentemineiro.com  

Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC.