“LAVANDO A LAVA JATO” : GOVERNO TEMER ALTERA COMANDO DA POLÍCIA FEDERAL...

Por : Pettersen Filho

Nem bem viu Arquivada a Segunda Denúncia Crime contra si na Câmara dos Deputados Federais, a peso de ouro, e muitas emendas orçamentarias pra lá de suspeitas, beneficiando redutos eleitorais dos Deputados em questão, Michel Temer, após nomear, por sua própria conta e risco, Raquel Dodge, um Procuradora com nome de Carrão Americano Beberrão de Gasolina da Década de Setenta, ora totalmente inadequado às regras de trânsito e consumo, numa Lista Tríplice em que o mais votado foi postergado, contrariando nomeações dos seus predecessores, acaba de mudar o Comando da Polícia Federal, nomeando um Delegado de sua preferência pessoal.

 

Sem que se apegue aqui a nomes, esse ou aquele, embora prática administrativa legitima e institucional, parece-nos totalmente suspeita, a essa altura do campeonato, quando é ele próprio Temer, pra lá de suspeito de praticas corruptas administrativas, recebimento de propina e cometimento de crime contra a própria Administração da Justiça, pondo em risco, segundo as más línguas, a própria continuidade da Operação Lava Jato (http://www.abdic.org.br/index.php/1806-raquel-dodge-uma-procuradora-escolhida-sob-encomenda ).

Veiculadas versões factíveis na Imprensa de que tal indicação seria apontamento dos Ministros Padilha e Moreira Franco, possíveis colegas de Cela de Michel Temer, em caso de processamento criminal, tão logo perca o Foro privilegiado de Presidente, e Ministros da República, assim que terminar seu Mandato Tampão, a Nomeação em questão soa como verdadeira “Ducha” fria na “Operação Lava Jato”, hoje o mais profundo sinônimo de “Justiça” no ideário do Brasileiro Comum, que jamais houvera visto antes, na “... História desse País...”, como dizia o saudoso Presidente Lula, outro também na alça de mira da Lava Jato, um Criminoso do Colarinho Branco processado, ou preso, “nesse País”

Nada tendo Eu, particularmente, contra o Comando que assume a PF, antes pelo ao contrário, Ato Administrativo Momesco, bem próprio dos teledramas pantomímicos da Rede Globo, que ameaça invadir o seio da nossa casa, tomar as ruas, e se converter em Drama da nossa Vida Real, malfadadamente, enfim, uma espécie articulada de Novela, que insinua as Cenas dos Próximos Capítulos do que venha a ser, no futuro próximo, a própria Justiça Tupiniquim, ameaça terminar em Pizza, e é a mais pura conjunção do ditado Popular que diz: “Por a Raposa para Tomar conta do Galinheiro”

Será !???

 

Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC.